iklan

POLÍTICA, INTERNACIONAL, DÍLI

Xanana Gusmão apela à solidariedade internacional para restaurar ordem democrática em Myanmar

Xanana Gusmão apela à solidariedade internacional para restaurar ordem democrática em Myanmar

Primeiro-Ministro, Xanana Gusmão. Foto do GPM

DÍLI, 05 de março de 2024 (TATOLI) – O Primeiro-Ministro timorense, Xanana Gusmão, pediu à comunidade internacional e aos ativistas dos direitos humanos que apoiem a comunidade de Myanmar na luta pela liberdade, pela promoção da paz e pela unidade nacional para acabar com a violência que se verifica naquele país desde que a junta militar assumiu o poder em 2021.

O apelo foi feito numa reunião entre o Chefe do Governo e a comunidade de Myanmar, em Melbourne, na Austrália. “Exorto a junta militar a respeitar os princípios democráticos, a liberdade e os direitos do povo de Myanmar. A nossa experiência de luta ensina-nos a importância do diálogo, da democracia e da solidariedade”, afirmou Xanana Gusmão, num documento do Governo a que a Tatoli teve acesso.

Segundo a mesma fonte, o Governo timorense já transmitiu ao Secretário-Geral das Nações Unidas e à Associação das Nações do Sudeste Asiático o apoio na promoção  da implementação do Consenso de Cinco Pontos, assinado pelos líderes da organização regional para a resolução do conflito em Myanmar.

A este propósito, o representante do Governo de Unidade Nacional de Myanmar na Austrália, Tun Aung Shwe, agradeceu o apoio do governo timorense: “Em nome do povo de Myanmar, transmito a nossa gratidão aos líderes timorenses por nos apoiarem na luta pela restauração da democracia e dos direitos humanos”.

Recorde-se que no dia 01 de fevereiro de 2021, militares tomaram à força o poder em Myanmar sob o pretexto de fraude nas eleições do ano anterior, que foram esmagadoramente vencidas pelo partido pró-democracia de Aung San Suu Kyi. Mais de 21 mil pessoas foram detidas desde o golpe militar que pôs fim ao processo democrático iniciado pelo Executivo eleito de Aung San Suu Kyi.

Notícia relacionada: Conselho de Imprensa urge Myanmar a respeitar liberdade de imprensa e de expressão

Jornalista: Afonso do Rosário

Editora: Isaura Lemos de Deus

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!