iklan

EDUCAÇÃO, DÍLI, NACIONAL, NOTÍCIAS DE HOJE

MEJD reconhece classe docente como essencial para o futuro do país

MEJD reconhece classe docente como essencial para o futuro do país

Ministro da Educação, Juventude e Desporto, Armindo Maia. Imagem Tatoli/Francisco Sony.

DÍLI, 28 de março de 2023 (TATOLI) – O Governo aprovou um pacote legislativo referente aos regimes jurídicos da educação pré-escolar e dos ensinos básico e secundário. A este propósito, o Ministro da Educação, Juventude e Desporto (MEJD), Armindo Maia, em conferência de imprensa, declarou que o pacote legislativo demonstra a vontade de o ministério da tutela reconhecer a importância da profissão docente não só na educação das crianças e jovens como também no próprio futuro do país.

“A profissão de professor é essencial para o desenvolvimento de um país.  Um sistema educativo eficaz é aquele que promove a qualidade do ensino-aprendizagem”, disse o ministro, em Vila Verde.

Armindo Maia salientou que o MEJD está empenhado em resolver os problemas relativos à carreira docente, lembrando que o Conselho de Ministros aprovou recentemente quatro decretos-lei “com o objetivo de dignificar a carreira profissional dos professores, proporcionar condições adequadas para assegurar o acesso universal à educação, melhorar a qualidade do ensino e da aprendizagem, bem como valorizar a profissão dos professores”.

Segundo o governante, este pacote legislativo prevê também possibilidade de os professores contratados em 2023 que possuem bacharelato poderem ingressar na carreira docente e gozar do direito à progressão.

Relativamente aos contratados que não possuem um bacharelato, Armindo Maia acrescentou que aqueles “terão a oportunidade de ser integrados no sistema educativo através de um contrato de provimento por tempo indeterminado, quer para desempenhar funções administrativas, quer para ser reconvertidos em professores assistentes com remuneração equivalente ao grau D na administração pública do regime geral e serão promovidas para o grau B após obterem qualificação académica”.

Armindo Maia comunicou ainda uma benesse para a classe docente: “Por cada três anos, o MEJD vai dar uma compensação de um salário pela dedicação no ensino com base nos contratos registados no SIGAP”.

Notícia relevante: Alterações legislativas universalizam ensino pré-escolar

Jornalista: Afonso do Rosário

Editora: Isaura Lemos de Deus

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!