iklan

ECONOMIA, EDUCAÇÃO, HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE

Governo aprova dois acordos com BAD e agência coreana

Governo aprova dois acordos com BAD e agência coreana

Reunião do Conselho de Ministros. Imagem Tatoli/Francisco Sony.

DÍLI, 15 de dezembro de 2021 (TATOLI) – O Governo aprovou hoje dois acordos, um entre a República Democrática de Timor-Leste e a Agência de Cooperação Internacional da Coreia relativo ao projeto “Hatete La’e ba 5S”, outro para o financiamento entre Timor-Leste e o Banco Asiático de Desenvolvimento (BAD) do projeto de melhoria do fornecimento de eletricidade e desempenho financeiro da Eletricidade de Timor-Leste (EDTL).

O Executivo atribuiu o poder ao Ministro das Finanças, Rui Gomes, para a assinatura dos acordos.

O Ministro da Presidência do Conselho de Ministros, Fidélis Magalhães, disse que o acordo entre Timor-Leste e a agência coreana sobre o projeto “Hatete La’e ba 5S” (que inclui a prevenção contra a fome, a helmintíase, doenças de pele, tabaco e bebidas açucaradas e alcoólicas nas escolas) tem a duração de quatro anos.

Esta iniciativa tem como objetivo oferecer às crianças em idade escolar um pacote de Saúde Primária e educação nesta área, para minimizar os riscos de doenças recorrentes nas escolas bem como oferecer um ambiente seguro e saudável, através, por exemplo, de uma merenda escolar  nutritiva.

A implementação do projeto destina-se aos municípios de Baucau, Bobonaro e Manufahi.

Já o acordo de financiamento entre Timor-Leste e o BAD, com a duração de quatro anos, tem por objetivo o reforço da prestação de serviços aos consumidores, a requalificação da linha de distribuição, construções de escritórios regionais, o fortalecimento  da capacidade institucional e comunitária na área da segurança elétrica e operações.

Recorde-se que o BAD aprovou, em outubro, um empréstimo no valor de 35 milhões de dólares americanos à EDTL para ajudar no fornecimento de eletricidade sustentável e confiável em todo o território, modernizar o sistema de distribuição de energia e fortalecer a capacidade da instituição de administrar a rede elétrica.

Segundo o comunicado do BAD, o projeto consiste na instalação de 140 mil novos contadores inteligentes, na atribuição de cartões pré-pagos para ajudar as famílias a gerirem o uso de eletricidade e na instalação do sistema de automação da rede para melhorar a sua fiabilidade, incluindo 30 transformadores para reduzir a sobrecarga.

O projeto inclui também a reabilitação de 290 quilómetros de circuitos de linhas de distribuição de média e baixa tensão, a criação de um centro de controlo de distribuição, o estabelecimento de um sistema de informação de gestão da distribuição e a reabilitação do armazém principal de distribuição na capital do país.

Notícia relevante: BAD aprova empréstimo de 35 milhões à EDTL para modernização de distribuição de eletricidade

Jornalista: Domingos Piedade Freitas

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!