iklan

ECONOMIA, HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE

Teste à qualidade dos alimentos impõe laboratório adequado

Teste à qualidade dos alimentos impõe laboratório adequado

Secretário de Estado de Cooperativas, Elisário Ferreira, e Inspetor-Geral da AIFAESA, Ernesto Monteiro. Fotografia Tatoli/António Daciparu.

DÍLI, 14 de dezembro de 2022 (TATOLI) – O Inspetor-Geral da Autoridade de Inspeção e Fiscalização da Atividade Económica, Sanitária e Alimentar (AIFAESA), Ernesto Monteiro, pediu ao Governo que criasse um laboratório apto a testar a qualidade dos produtos alimentares.

Timor-Leste ainda está a enfrentar vários desafios no controlo das atividades económicas e é precisa a contribuição de todas as entidades relevantes para solucionar esta lacuna.

“O país ainda carece de uma legislação e de um guião alimentar, da criação de um laboratório adequado para detetar a qualidade dos alimentos, de um sistema integrado para elevar a capacidade e conhecimento de modo a divulgar a informação aos consumidores”, revelou Ernesto Monteiro, na sequência de divulgação dos resultados de um relatório da AIFAESA e no âmbito de um seminário sobre a segurança alimentar no país, em Delta Nova, Díli.

De acordo com o relatório de 2017, a AIFAESA efetuou uma monitorização a 1.801 lojas, das quais 114 estiveram em risco de fechar a sua atividade. Além disso, monitorizou também 104 restaurantes, das quais 12 careciam de higiene.

A autoridade apreendeu, este ano, 2.404 produtos alimentares e bebidas fora do prazo. Estes produtos foram provenientes de 50 países.

A AIFAESA registou também produtos importados e a maioria foram oriundos da Indonésia (59,82%), de Portugal (7,17%), da Malásia (5,24%), da Austrália (3,49%), do Brasil (2,63%), da China (2,37%), da Tailândia (2,07%), de Singapura (1,62%) e do Vietname (1,41%). A título de curiosidade refira-se que a percentagem de produtos timorenses é de 3,66%.

Muitos dos produtos importados apresentavam, nos respetivos rótulos, informação bilingue (61,84%), ou exclusivamente em indonésio (22,83%), inglês (10%) e português (3%).

A este propósito, o Secretário de Estado de Cooperativas, Elizário Ferreira, pretende colaborar com o Ministro Coordenador dos Assuntos Económicos, Joaquim Amaral e outros membros do Executivo, para reforçarem o serviço da AIFAESA de modo a fiscalizar a qualidade dos produtos alimentares.

“Temos de estar atentos aos produtos alimentares para que possamos garantir a qualidade dos alimentos importados. O Governo vai esforçar-se para criar um laboratório de modo a garantir a qualidades dos produtos alimentares”, concluiu.

Jornalista: Isaura Lemos de Deus

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!