iklan

INTERNACIONAL, ECONOMIA, HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE

Ramos Horta pede a trabalhadores timorenses na Coreia do Sul que respeitem as regras do país

Ramos Horta pede a trabalhadores timorenses na Coreia do Sul que respeitem as regras do país

Presidente da República, José Ramos Horta. Imagem Tatoli/António Daciparu.

DÍLI, 15 de julho de 2022 (TATOLI) O Presidente da República timorense, José Ramos Horta, pediu aos 111 trabalhadores que vão partir, na próxima semana, para a Coreia do Sul, que cumpram as regras do país de destino.

Ramos Horta apelou na cerimónia de assinatura da declaração entre as famílias dos trabalhadores e o Governo.

O Chefe de Estado aconselhou ainda aos trabalhadores que aproveitem a oportunidade para estudar, pois a Coreia do Sul disponibiliza formação a distância.

Por sua vez, o Embaixador da Coreia do Sul em Timor-Leste, Kim Jeong Ho, fez igual pedido.

Têm de ter um comportamento adequado. Vão viver numa nova sociedade, por isso, peço que cumpram as regras para que a Coreia do Sul continue a apostar nos jovens timorenses”, afirmou o diplomata.

Já o Secretário de Estado para a Formação Profissional e Emprego, Alarico do Rosário, declarou que o Governo continua a efetuar diligências para encontrar oportunidades de trabalho no estrangeiro para futuros candidatos a trabalhar na Coreia do Sul.

Desde janeiro, o Executivo timorense enviou 706 trabalhadores para aquele país asiático. O programa de envio de mão de obra timorense começou em 2009. Até à data, regista-se a ida de 4.654 nacionais de Timor-Leste.

Recorde-se que está em processo de remessa mais 2.500 trabalhadores timorenses para a Coreia do Sul e para a Austrália.

Notícia relevante: Trabalhadores timorenses na Coreia do Sul regressam por motivos de saúde

Jornalista: Jesuína Xavier

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!