iklan

POLÍTICA, INTERNACIONAL, NACIONAL, NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA, NOTÍCIAS DE HOJE

Aurélio Guterres destaca importância da língua portuguesa para diplomatas

Aurélio Guterres destaca importância da língua portuguesa para diplomatas

Coordenador do Instituto Diplomático do MNEC, Aurélio Guterres.

DÍLI, 05 de maio de 2020 (TATOLI) – O Coordenador do Instituto Diplomático do Ministério dos Negócios Estrangeiros e Cooperação (MNEC), Aurélio Guterres, destacou a importância do português para os diplomatas timorenses, sugerindo a todos que fizessem uso desta língua.

“Agora e no futuro, qualquer diplomata tem de dominar a língua oficial, principalmente a língua portuguesa”, disse hoje o ex-reitor da Universidade Nacional Timor Lorosa’e (UNTL), à Tatoli, no Centro de Convenções de Díli.

Segundo Aurélio Guterres, o MNEC oferece diversos cursos de Língua Portuguesa de diferentes níveis de proficiência a todos os diplomatas por forma a que o português possa ser usado em variados contextos, em particular no exercício das suas funções.

“O MNEC disponibiliza vários níveis de proficiência: pré-intermédio, intermédio e avançado. O objetivo é os nossos diplomatas adquirirem um bom domínio da língua portuguesa, nomeadamente aqueles que exercem as suas funções no exterior, principalmente no contexto da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)”, afirmou.

Questionado sobre o uso da língua portuguesa em Timor-Leste, o ex-Ministro dos Negócios Estrangeiros considera que o português é atualmente mais falado em todas as camadas da sociedade.

Aurélio Guterres recordou ainda que há 20 anos menos de quatro por cento falavam o português ao passo que agora se regista uma maior percentagem de falantes neste idioma em faixas etárias mais jovens, sobretudo entre os alunos que frequentam o ensino básico, secundário e mesmo universitário.

Na perspetiva do Coordenador do Instituto Diplomático, a língua portuguesa será falada com mais frequência entre a comunidade mais jovem.

“No futuro, claro que o português nos vai ajudar muito, porque faz parte da nossa cultura, da nossa identidade. Não foi só durante a luta pela independência, mas também pela nossa ligação histórica com Portugal. Os 500 anos da chegada dos primeiros portugueses não vão ser esquecidos. Além de ser um idioma internacional, é falado por mais de 300 milhões de pessoas. Timor-Leste faz, por isso, parte do português e, para nós, constitui uma enorme riqueza que devemos preservar”, afirmou.

Respondendo à questão da celebração do Dia Mundial da Língua Portuguesa, Aurélio Guterres recordou que por força do estado de emergência imposto pelo Governo para responder à crise sanitária provocada pela covid-19, Timor-Leste é impedido de assinalar este dia através de eventos culturais ou desportivos.

Notícia relevante : Dia Mundial da Língua Portuguesa: É preciso aprender e pôr em prática o português

Jornalista : Nelia Fernandes

Editora : Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!