iklan

OPINIÃO

Jovens timorenses, Timor-Leste está nas nossas mãos

Jovens timorenses, Timor-Leste está nas nossas mãos

Pe. Domingos Godinho de Araújo (Timorense) Missionário do Verbo Divino em Guimarães, Portugal

Pe. Domingos Godinho de Araújo (Timorense)
Missionário do Verbo Divino em Guimarães, Portugal

No vigésimo segundo aniversário da independência de Timor Leste, temos uma ocasião para refletir sobre o progresso alcançado desde aquele momento histórico e olhar para o futuro com esperança renovada. “Jovens Timorenses, Timor Leste está nas nossas mãos”, ressalta o papel crucial que a nossa juventude desempenha na construção de um país próspero e pacífico. À medida em que celebramos esta data significativa, importa reconhecer não apenas as conquistas alcançadas, mas também os desafios e as oportunidades que temos diante de nós.

A juventude de Timor Leste é um dos nossos maiores ativos. É ela que carrega, o fogo da esperança e a determinação de fazer do nosso país um lugar melhor para viver. Como tal, é essencial aproveitar ao máximo o potencial dos nossos jovens, fornecendo-lhes acesso à educação de qualidade, oportunidades de formação profissional e apoio para desenvolverem os seus talentos únicos.

A educação é a chave para o desenvolvimento de qualquer nação. Devemos garantir que todos tenham acesso a uma educação de qualidade, desde o ensino fundamental ou básico até ao ensino superior. Isso significa não apenas construir escolas e fornecer materiais didáticos adequados, mas também garantir que os professores sejam bem preparados e motivados para inspirar e capacitar os seus alunos.

Além disso, é importante oferecer uma variedade de cursos e programas de formação profissional que preparem os jovens para um mercado de trabalho em constante mudança. Isso inclui áreas como tecnologia da informação, engenharia, saúde, turismo e agricultura, que têm o potencial de impulsionar o crescimento econômico e criar empregos para a juventude.

No entanto, não basta fornecer apenas educação e oportunidades de emprego. Também se deve garantir que os jovens estejam preparados para enfrentar os desafios do mundo moderno, incluindo questões como mudanças climáticas, desigualdade social e globalização. Isso requer não apenas habilidades técnicas, mas também habilidades sociais e emocionais, como resiliência, criatividade e pensamento crítico.

Um aspeto importante a ser abordado é a questão das atividades extracurriculares, como as artes marciais. Embora essas atividades possam ser benéficas para os jovens em termos de disciplina e autoconfiança, também é importante garantir que sejam realizadas de forma segura e responsável. Isso inclui regularizar e supervisionar essas atividades para evitar abusos e garantir que os valores positivos sejam promovidos.

Além disso, devemos incentivar os jovens a envolverem-se em atividades que promovam o bem comum e contribuam para o desenvolvimento da comunidade. Isso pode incluir voluntariado, projetos de serviço comunitário e ativismo social. Ao fazer isso, não apenas capacitamos os jovens a tornarem-se cidadãos responsáveis e ativos, mas também fortalecemos os laços de solidariedade e cooperação dentro da sociedade.

Não podemos subestimar o papel dos pais e das famílias na formação dos jovens. Os pais têm a responsabilidade de educar e orientar seus filhos, transmitindo-lhes valores morais e éticos que os ajudarão a tornarem-se adultos responsáveis para com a sociedade. Isso inclui mostrar-lhes a importância da educação, do trabalho árduo e do respeito pelos outros.

Ainda é importante que os pais incentivem os filhos a cultivarem uma forte conexão com a sua fé e cultura. Poderá incluir a participar em atividades religiosas ou realizar festivais culturais e tradicionais. Fazendo isto, os pais fortalecem a identidade cultural e espiritual de seus filhos, dando-lhes uma base sólida sobre a qual podem construir suas vidas.

Enquanto celebramos este 22º aniversário da independência de Timor Leste, devemos lembrar os sacrifícios feitos pelos heróis para nos conceder esta liberdade. Devemos honrar seu legado garantindo que as gerações futuras tenham as ferramentas e oportunidades necessárias para construir um país mais próspero e pacífico. Somos nós, timorenses, que levaremos Timor ao mundo, e não há ninguém mais apto para essa missão do que nós mesmos.

Viva Timor Leste!
Viva a juventude de Timor Leste!
Que possamos continuar a trabalhar juntos para construir um futuro brilhante para o nosso amado país, Timor Lorosae.

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!