iklan

SAÚDE

Médicos estagiários timorenses inteiram-se sobre tecnologias médicas de ponta em Xangai

Médicos estagiários timorenses inteiram-se sobre tecnologias médicas de ponta em Xangai

Foto especial

DÍLI, 15 de outubro de 2023 (TATOLI) – “Espero que o que aprendi no congresso possa contribuir para o desenvolvimento de Timor-Leste”, é o desejo de Esmeraldito Ferreira, que, junto com Teresinha Alves, foram os dois estudantes timorenses da Universidade de Medicina de Fudan que participaram numa conferência de saúde sobre legislação para a prestação de cuidados de saúde, que decorreu em Xangai, na China. O evento visou também discutir a melhoria do ensino e da formação médica, o reforço das infraestruturas dos cuidados de saúde, bem com a melhoria nas respostas de saúde pública.

Este tipo de conferências internacionais, organizadas por universidades chinesas prestigiadas, são normalmente muito assistidas por médicos estagiários de todo o globo. São espaços privilegiados para a divulgação de tecnologias de ponta que permitem diagnósticos detalhados e, por efeito, de tratamentos altamente apropriados e casuísticos.

No caso concreto, conselhos sobre alterações legislativas que se compatibilizem com as mais recentes inovações no campo da medicina e que, na medida do possível, democratizem o acesso de populações mais alargadas à modernidade médica estão em discussão nesta conferência médica em Xangai. Entre outras, a questão da flexibilização das leis sobre propriedade intelectual no direito internacional para tornar as novas tecnologias médicas mais acessíveis e de resposta mais rápida a países subdesenvolvidos e pobres para salvar vidas estão na ordem do dia.

É neste ambiente de novidades tecnológicas médicas e meios de divulgar e democratizar que Esmeraldito Ferreira e Teresinha Alves se movimentam por estes dias. Este último, que se encontra atualmente a realizar o seu estágio profissional no Hospital Huashan, destacou,  num comunicado a que a Tatoli teve acesso, que é “um privilégio” representar a Universidade de Fudan na participação desta atividade, pois esta permitiu que se reunisse com os líderes de Xangai para discutir o desenvolvimento do setor de saúde”. Para Esmeraldito Ferreira, os estudantes timorenses são os novos embaixadores na China, pois promovem Timor-Leste nas atividades académicas, culturais e em outros programas de intercâmbio.

Estiveram presentes na conferência, o Presidente da Comissão Ética e Medicamentos da China, representantes da Comissão Permanente do Povo de Xangai e das Universidades de Fudan, de Jiao Tong e da de Medicina Tradicional Chinesa.

Jornalista: Afonso do Rosário

Editora: Isaura Lemos de Deus

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!