iklan

ECONOMIA, HEADLINE

Apoios para embaratecer preço do arroz incluem produtores e armazenadores locais

Apoios para embaratecer preço do arroz incluem produtores e armazenadores locais

Foto da Tatoli/António Daciparu.

DÍLI, 29 de setembro de 2023 (TATOLI) – O Governo, através do Ministério do Comércio e Indústria (MCI), lançou uma intervenção no mercado a fim de reduzir os preços do arroz em Timor-Leste.

Em complemento à notícia de ontem (28/09) da Tatoli onde se anunciava um subsídio aos importadores de arroz para, como efeito final, diminuir o preço de venda ao consumidor, foi também aprovado um apoio aos orizicultores (produtores de arroz) a ser atribuído diretamente àqueles ou a organizações locais ou regionais que recebam e armazenem a produção dos agricultores.

No caso concreto deste apoio, não há lugar à atribuição de um montante pecuniário por cada quilograma de arroz produzido, mas um montante reservado para comprar diretamente a produtores e armazenadores de arroz produzido localmente. Este montante corresponde a 3 milhões de dólares americanos e será gerido pelo Centro Logística Nacional.

Nas palavras do Diretor-Executivo do Centro de Logística Nacional (CLN), Jacinto Paijo, “a compra de arroz local para assegurar o consumo nacional continua. Para o efeito, o CLN disponibilizou um orçamento de seis milhões de dólares para comprar arroz local, três dos quais serão para adquirir arroz importado para responder a necessidades de emergência”.

Jacinto Paijo acrescentou que estão disponíveis cerca de 2.600 toneladas de arroz local no armazém de Tíbar que serão distribuídas por zonas rurais e indicou as zonas rurais de “Covalima, Bobonaro, Manufahi, Ainaro, entre outras” onde “um saco de 25 kg será vendido por 12,50 dólares”

O Vice-Ministro do MCI, Augusto Trindade, disse que o objetivo de intervenção no mercado era garantir que o preço do arroz no país se estabilizasse e pudesse ser adquirido pelo povo a preços mais acessíveis.

“É a política do nono governo que foi aprovada pelos ministros do conselho para tomar qualquer intervenção para o preço do arroz no mercado interno, uma vez que o preço do arroz não é estável no país e até é afetado pelo mercado internacional”, disse Augusto Trindade, em Tíbar, esta quarta-feira.

Notícia relacionada: Aprovada medida de intervenção no preço do arroz que o faz ter um custo de 50 centavos por quilo nas lojas

Equipa da Tatoli

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!