iklan

ECONOMIA, HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE

Segurança alimentar é compromisso de novos cargos de chefia   

Segurança alimentar é compromisso de novos cargos de chefia   

Ministro da Agricultura, Pecuária, Pesca e Florestas, Marcos da Cruz.

DÍLI, 05 de setembro de 2023 (TATOLI) – Garantir a segurança alimentar, via produção agrícola, é o objetivo do Ministério da Agricultura, Pecuária, Pesca e Florestas (MAPPF) com a promoção de novos funcionários para cargos de chefia.  A informação foi proveniente do Ministro da tutela, Marcos da Cruz.

Na cerimónia da tomada de posse, o Presidente da Comissão da Função Pública, Faustino Cardoso, apelou aos 154 novos responsáveis do MAPPF para que trabalhassem de forma responsável e profissional no MAPPF para servir os agricultores das zonas rurais e aumentar a segurança alimentar em Timor-Leste.

“Esta tomada de posse é uma responsabilidade transitória que vos é dada, pelo que apelamos a que aproveitem esta oportunidade para trabalhar profissionalmente com os agricultores no aumento da produção de bens alimentares locais”.

“Atividades agrícolas produtivas são importantes num país onde a maior parte da população depende da agricultura. Por isso, nomeei estes novos funcionários para que eles consciencializem a população  para aumentar a produtividade agrícola, coordenando e mobilizando pessoas no terreno, visando, em última instância, servir os agricultores no aumento da segurança alimentar em Timor-Leste”, disse Marcos da Cruz.

O ministro acrescentou ainda que, para garantir eficiência na produção, é necessário colocar pessoas experientes nos lugares certos, isto é, pessoas que conhecem realmente a natureza das atividades agrícolas do país.

“Nomeámo-los para substituir todos os antigos diretores-gerais, diretores e chefes de departamentos para continuarem o seu trabalho ao serviço dos agricultores de modo a melhorar a segurança alimentar em Timor-Leste. Confio que eles farão o seu trabalho de forma profissional porque trabalharam no setor agrícola, das pescas, da pecuária e da silvicultura durante muitos anos”, afirmou Marcos da Cruz.

Vale a pena recordar que, até à data, há mais de 1.800 funcionários públicos que trabalham no MAPPF e que careciam de novos líderes para colocar em marcha programas que contribuam para incrementar a produção agrícola e, desse modo, aumentar a autossuficiência e a segurança alimentar no país.

Notícia relacionada: Presidência da República e PAM assumem compromisso em melhorar a segurança alimentar

Equipa da TATOLI

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!