iklan

EDUCAÇÃO, HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE

Workshop sobre comunicação não violenta alerta para perigos da agressividade verbal

Workshop sobre comunicação não violenta alerta para perigos da agressividade verbal

Workshop sobre comunicação não violenta. Fotografia/Sala de Leitura Xanana Gusmão.

DÍLI, 29 de novembro de 2022 (TATOLI) – Leónia Freitas, membro do Fórum de Cooperação Interconfessional (ICF, em inglês) promoveu, no sábado, um workshop com o tema “Comunicação não violenta”. A iniciativa decorreu na Sala de Leitura Xanana Gusmão, em Díli, e contou com 35 participantes.

A ação teve como objetivo transmitir aos jovens estudantes e recém-licenciados, o significado de uma comunicação não violenta e qual a importância desta na sociedade timorense.

De acordo com Leónia Freitas, que organizou e conduziu a sessão, a agressividade verbal tem de ser evitada nodia-a-dia.  “Viver em paz é importante para todos e a formação de comunicação não violenta ajuda-nos a desenvolver as competências de uma comunicação construtiva e com respeito”.

A jovem explicou ainda que a comunicação não violenta é uma competência que pode ser treinada através da “observação, compreensão e respeito pela opinião e pelos sentimentos dos outros”.

Elda de Jesus, estudante da Universidade Oriental de Timor Lorosa’e (UNITAL), que participou na sessão, acredita que o programa é importante para os jovens se conhecerem mutuamente e aprenderem a não julgar os outros.

Agostinho da Costa, também estudante da mesma universidade, viu na iniciativa um incentivo que ajudará os participantes a adotarem uma comunicação pacífica no ambiente da família, da escola, dos negócios e entre colegas.

“É importante aplicar a comunicação não violenta numa sociedade patriarcal, como é o caso de Timor-Leste, onde as mulheres e as pessoas vulneráveis não podem expressar os seus sentimentos e opiniões”, concluiu Leónia Freitas.

Esta foi a última de duas sessões do workshop sobre “Comunicação não violenta”. A primeira sessão aconteceu no sábado, no dia 19, com um total de 25 participantes. Esta primeira sessão também foi conduzida por Leónia Freitas, uma das alunas do ICF que participaram, em junho, num curso de formação de formadores sobre “Comunicação não violenta”, nas Filipinas. A jovem, agora membro do ICF, tem-se empenhado em transmitir os conhecimentos que obteve às camadas mais jovens do país.

O ICF é um projeto da Aliança Ásia-Pacífico que procura contribuir para sociedades mais pacíficas.

Equipa da Tatoli

 

 

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!