iklan

HEADLINE, NACIONAL, NOTÍCIAS DE HOJE, SAÚDE

OMS pede que se intensifiquem programas de apoio ao aleitamento materno

OMS pede que se intensifiquem programas de apoio ao aleitamento materno

DÍLI, 15 de setembro de 2022 (TATOLI) – O representante da Organização Mundial de Saúde (OMS), Dangbao Yu, pede ao Governo timorense e a todos os parceiros de desenvolvimento que invistam em programas de apoio ao aleitamento materno no país.

“Apelamos ao Executivo, aos doadores, às Organizações Não-Governamentais (ONG) e aos setores privados que intensifiquem o investimento nos programas de apoio ao aleitamento materno”, afirmou o dirigente, em Caicoli, Díli.

Segundo o responsável, a OMS e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF, em inglês) aconselham todas as mães a alimentarem os filhos apenas com leite materno até aos dois anos, frisando que aquele protege a saúde e fortalece os bebés, em oposição ao “leite em pó, pois tem muito açúcar e prejudica o crescimento saudável”.

Dangbao Yu referiu que em Timor-Leste cerca de 50% das crianças com menos de cinco anos sofrem de nanismo, acrescentando que “entre 2013 e 2016, o número de mães que amamenta os filhos tem reduzido”.

Também a Diretora-Geral da Proteção de Serviços de Saúde, Odete Viegas, referiu que o Ministério da Saúde trabalha em parceria com o Ministério da Agricultura e Pescas, com o Ministério da Administração e Estatal, com o Ministério das Finanças e com diversas ONG para combater a má nutrição no país.

“Peço a todas as mães que deem aleitamento materno em exclusividade até aos dois anos. As mães deveriam consumir alimentos nutritivos para garantir a saúde das suas crianças”, concluiu.

Notícia relevante: Matan Ruak apela ao aleitamento materno até aos dois anos

Jornalista: Isaura Lemos de Deus

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!