iklan

HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE, SAÚDE

MS lança centro reabilitação de fumadores e linha de apoio gratuita

MS lança centro reabilitação de fumadores e linha de apoio gratuita

MS lança centro reabilitação de fumadores. Imagem Tatoli/Francisco Sony.

DÍLI, 19 de outubro de 2021 (TATOLI) – O Ministério da Saúde (MS) já inaugurou  a unidade de reabilitação de fumadores no Centro de Saúde do Bairro Formosa, em Díli, e a linha de apoio, direta e gratuita, com o número 11113.

A Ministra da Saúde, Odete Belo, lembrou que o Governo criou um decreto-lei para a redução do tabagismo no país.

“O Governo tinha antes investido em publicidade relativa à prevenção de tabaco através de imagens nos maços de cigarros. Ao fumar, pode contrair doenças parecidas com as que constam das imagens. Foi a primeira vez que este tipo de publicidade foi implementado no nosso país”, afirmou a governante, no Centro de Saúde de Formosa.

Odete Belo destacou ainda a importância da criação deste espaço e de imagens publicitárias de modo a diminuir o tabagismo no país.

“A criação deste centro visa permitir o tratamento dos fumadores que querem deixar o cigarro. Há várias alternativas para a prevenção do tabagismo. Contudo, temos dificuldade em aumentar a taxa aplicada ao preço do tabaco”, disse.

O Diretor Nacional de Operações da Autoridade Aduaneira do Ministério das Finanças, Júlio Ximenes, recordou que a instituição trabalha em parceria com o MS para a criação do decreto-lei n.º 14/2016 do regime de controlo de tabaco.

“Este decreto-lei permite à alfândega controlar a importaçãode cigarros. Após a implementação deste decreto, as empresas nacionais e internacionais devem apresentar, até 30 dias, o seu pedido de autorização ao MS para a importação de tabaco”, afirmou.

Júlio Ximenes salientou também que a direção coopera com outros ministérios relevantes no combate à entrada ilegal de tabaco, incluindo cigarros eletrónicos, no país.

Também o Diretor de Operações da Autoridade de Inspeção e Fiscalização da Atividade Económica, Sanitária e Alimentar (AIFAESA), Gabriel da Costa, destacou a necessidade de combater o mercado ilícito de tabaco, incluindo a sua venda avulso no país.

“A AIFAESA continua a realizar operações juntamente com a Polícia Nacional Científica de Investigação Criminal (PNCIC) para o controlo da venda ilegal de cigarros nos mercados. O nosso decreto-lei prevê sanções de, no mínimo, 70 dólares americanos e de, no máximo, mil”, salientou.

Gabriel da Costa pediu aos negociantes que não vendessem tabaco ilegal nos mercados.

Recorde-se que o Gestor da Aliança Nacional do Controlo de Tabaco em Timor-Leste (ANCT-TL), Sancho Fernandes, pediu, no passado dia 10 de agosto, ao Governo e outras entidades relevantes que criassem um mecanismo de reforço da lei do tabaco, alocando os recursos adequados ao combate ao tabagismo e elevando a taxa e preço do tabaco a fim de reduzir a acessibilidade dos jovens.

É de lembrar que mais de oito milhões de pessoas morrem por ano devido a doenças relacionadas com o tabaco, como por exemplo cancro, sobretudo de pulmão, diabetes, ataque cardíaco, acidente vascular cerebral (AVC) e doenças pulmonares.

“As doenças não contagiosas são a principal causa de morte em Timor-Leste, com uma taxa de 45% por ano. De acordo com um relatório elaborado por vários especialistas em 2018, mais de 345 pessoas com diabetes e 745 cardíacos estavam registados no Hospital Nacional Guido Valadares (HNGV)”, disse.

De acordo com os dados da OMS, 60,7% dos timorenses, o equivalente a 163.890 consomem cigarros, sendo que 9,4% são mulheres, ou seja 25.380.

Segundo a pesquisa levada a cabo em 2019 pela Global Youth Tobbaco, 30,9% de jovens entre os 13 e os 15 anos fumavam, apesar de uma redução em relação a 2013, ano em que se registavam 42,4%.

“Mais de 67% dos estudantes são fumadores passivos em casa e 71% nos espaços públicos”, sublinhou.

Notícia relevante: Ministério da Saúde lança brevemente centro para apoio a fumadores em Formosa

Jornalista: Isaura Lemos de Deus

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!