iklan

INTERNACIONAL, DÍLI, NOTÍCIAS DE HOJE

Ex-Presidente Ramos Horta pede a militares de Mianmar que recuem para solucionar conflito

Ex-Presidente Ramos Horta pede a militares de Mianmar que recuem para solucionar conflito

Ex-Presidente da República, José Ramos Horta. Imagem da Tatoli/Egas Cristóvão.

DÍLI 21 de junho de 2021 (TATOLI) – O ex-Presidente da República, José Ramos Horta, pediu aos militares de Mianmar para recuarem a fim de solucionar a resolução do conflito no país.

“Os militares devem recuar, reconhecer o resultado das eleições no passado novembro, libertar Aung San Suu Kyi, presidente de Mianmar, Win Myint, presidente do Parlamento e mais de quatro mil deputados. Após libertarem os prisioneiros, os militares devem renunciar e estabelecer um diálogo”, revelou José Ramos Horta, em declaração aos jornalistas, no Farol.

Recorde-se que os militares assumiram ilegalmente o poder no país a 01 de fevereiro, depois de o partido Liga Nacional para a Democracia (NLD), liderado por Aung San Suu Kyi, vencer as eleições.

Segundo a BBC News, as Forças Armadas, que apoiam a oposição, exigiram uma nova votação e alegaram que a vitória foi uma fraude, mas a Comissão Nacional de Eleições de Mianmar afirmou que não há evidências sobre fraude eleitoral.

O Governo de Mianmar, atualmente liderado pelo Comandante-Chefe Min Aung Hlaing, uma figura com influência política significativa, mantém com sucesso o poder militar, mesmo com o país em fase de transição para a democracia.

Jornalista: Afonso do Rosário
Editor: Zezito Silva

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!