iklan

NACIONAL, NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA, SAÚDE

HNGV recebeu 22.652 doentes em 2020

HNGV recebeu 22.652 doentes em 2020

Diretor de Assistência Clínica da HNGV, Flávio Brandão.

DÍLI, 11 de fevereiro de 2021 (TATOLI) – O Hospital Nacional Guido Valadares (HNGV) recebeu, em 2020,  um total de 22.652 doentes com diferentes patologias.

“Segundo os dados, o centro hospitalar prestou atendimento a 22.652 pacientes, com diferentes patologias, em medicina interna e cirurgias, passando pelos serviços de pediatria, obstetrícia, ginecologia, entre muitos outras”, disse  o Diretor de Assistência Clínica da HNGV, Flávio Brandão, a Agência Tatoli, no seu local do trabalho, esta quinta-feira.

Flávio Brandão revelou que dos 22.652 doentes que receberam tratamento, 5.458 foram atendidos no serviço de medicina interna, 2.507 no de pediatria, 2.875 foram alvo de cirurgia geral, 7.634 nos serviços de obstetrícia, 2.071 em ginecologia, 232 em unidades de cuidados intensivos (UCI) e ainda 1.875 em perinatologia.

Questionado sobre o número de pacientes que receberam alta, o diretor afirmou que o número de  doentes que recuperaram foi de 21.687, dos quais 4.996  referentes à medicina interna, 2.791 à cirurgia geral, 2.310 aos serviços de pediatria, 7.614 à obstetrícia, 2.070 relativos aos serviços de ginecologia, 146 nas UCI e, por último, 1.760 relacionados com a perinatologia.

Relativamente ao número de óbitos registados ao longo do ano de 2019, Flávio Brandão afirmou que na medicina interna se registaram 317 óbitos, enquanto no serviço de cirurgia geral, 27 doentes acabaram por falecer. Já no serviço de pediatria, foram registados 78 mortos e no da obstetrícia, apenas dois óbitos.  Realçou ainda o facto de na UCI  se terem registado 53 óbitos.

Segundo o diretor, deram ainda entrada no centro hospitalar 1.043 doentes com fraturas causadas por acidentes de viação. Destes, 585 recuperaram.

O diretor revelou, por outro lado, que o HNGV registou um ligeiro aumento face ao ano de 2019 do número de doentes que deram entrada nesta unidade hospitalar. Esta subida, como refere o responsável, deve-se em grande parte à melhoria verificada no transporte dos doentes residentes nas zonas mais remotas.

De acordo com os dados,  o HNGV conta atualmente com 35 médicos especialistas, 77 médicos de medicina geral, 334 enfermeiros, 62  parteiras, 49 médicos cubanos, 16 médicos chineses e 128 profissionais na área da administração.

Jornalista: Felicidade Ximenes

Editor : Cipriano Colo/Tradutora Nelia Fernandes   

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!