iklan

INTERNACIONAL, EDUCAÇÃO

MEJD pede a Embaixada de Portugal lista de professores dos CAFE

MEJD pede a Embaixada de Portugal lista de professores dos CAFE

Ministra da Educação, Juventude e Desporto , Dulce de Jesus Soares. Imagem Doc.

DÍLI, 24 de setembro de 2019 (TATOLI)- A Ministra da Educação, Juventude e Desporto (MEJD), Dulce de Jesus Soares, revelou que efetuou um pedido formal à Embaixada de Portugal para que apresentasse a lista dos professores portugueses dos Centros de Aprendizagem e Formação Escolar (CAFE) que lecionarão em Timor-Leste em 2020.

“Já pedimos a lista dos professores portugueses ao embaixador para que possam ser processadas as suas viagens. O objetivo é que todos os docentes estejam, no início do ano letivo, nas escolas,” disse hoje a ministra, Dulce de Jesus Soares, aos jornalistas, no seu Gabinete do MEJD, em Vila Verde.

A ministra recordou que, num passado recente, houve atrasos em relação à aquisição dos bilhetes, o que condicionou o arranque dos anos letivos anteriores. A solução encontrada, segundo a governante, foi os próprios professores adiantarem o pagamento das suas viagens.

Dulce Soares manifestou, entretanto, o desejo de que o seu ministério venha, em outubro deste ano, adquirir os bilhetes de avião destinados aos professores portugueses, lembrando que Timor-Leste e Portugal assinaram um acordo de cooperação no setor da educação, que prevê a colocação de docentes portugueses em todas as escolas CAFE.

“Pretendemos que, em 2020, o número de professores aumente, dado que muitos alunos transitarão para o 11.º ano,” afirmou.

A ministra adiantou ainda que mais de 7 mil alunos timorenses estudam atualmente nos CAFE, incluindo no da Região Administrativa Especial de Oé-Cusse Ambeno (RAEOA).

Jornalista : Tomé Amado

Editór       : Rafy Belo

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!