iklan

INTERNACIONAL, HEADLINE

Timor-Leste participa no 15.º Fórum Internacional sobre Investimento e Construção de Infraestruturas em Macau

Timor-Leste participa no 15.º Fórum Internacional sobre Investimento e Construção de Infraestruturas em Macau

Ministro do Planeamento e Investimento Estratégico, Gastão de Sousa, participou no 15.º Fórum Internacional sobre Investimento e Construção de Infraestruturas, em Macau. Foto do GMPIE

DÍLI, 21 de junho de 2024 (TATOLI) – O Ministro do Planeamento e Investimento Estratégico, Gastão de Sousa, participou no 15.º Fórum Internacional sobre Investimento e Construção de Infraestruturas, este ano sob o tema Inovação Ecológica e Conectividade Digital, que decorreu entre os dias 19 e 21 deste mês, em Macau. O evento coorganizado pela Associação dos Construtores Civis Internacionais da China e pelo Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau.

Gastão de Souza destacou que o evento visava discutir e explorar abordagens inovadoras ao investimento e construção de infraestruturas, afirmando que Timor-Leste se encontra num momento crucial na sua jornada de desenvolvimento.

“O nosso Plano Estratégico de Desenvolvimento [PED] 2011-2030 descreve o roteiro para transformar Timor-Leste num país de rendimento médio-alto até 2030. Este plano abrangente foi elaborado em torno de três pilares principais, o capital social,  o desenvolvimento económico e o desenvolvimento de infraestruturas”, referiu o governante, no seu discurso, via um documento do Governo a que a Tatoli teve acesso.

De acordo com Gastão de Sousa, o Governo reconhece que a construção de infraestruturas modernas, eficientes e resilientes são essenciais para o desenvolvimento do país, pois “facilitam o comércio, atraem investimento, aumentam a conectividade e melhoram a qualidade de vida do povo”. Por isso, “as prioridades em matéria de infraestruturas, alinhadas com o PED, incluem a melhoria dos sistemas de transporte rodoviário, marítimo e aéreo, sendo que os principais projetos incluem o corredor rodoviário Díli-Ainaro, a modernização dos aeroportos internacionais e o desenvolvimento de novos portos marítimos”.

O ministro referiu ainda que “é necessário que se desenvolvam soluções energéticas sustentáveis ​​para garantir energia fiável e acessível para todos. O objetivo do Governo é aumentar a capacidade de energia renovável para 50% até 2030, com foco nas energias solar, eólica e hidroelétrica”.

Jornalista: Domingos Piedade Freitas

Editora: Isaura Lemos de Deus

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!