iklan

POLÍTICA, INTERNACIONAL

Austrália vai disponibilizar três mil vistos a cidadãos da Ásia-Pacifico incluindo Timor-Leste

Austrália vai disponibilizar três mil vistos a cidadãos da Ásia-Pacifico incluindo Timor-Leste

Ministra dos Negócios Estrangeiros da Austrália, Penny Wong. Foto Tatoli/Francisco Sony.

DÍLI, 20 de outubro de 2023 (TATOLI) – Para aprofundar as relações na região, o Senado australiano aprovou, na passada quinta-feira, uma legislação que permite aos cidadãos dos países da região Ásia-Pacífico, incluindo Timor-Leste, obterem o chamado Pacific Engagement Visa. Este visto específico permite que três mil cidadãos nativos daquela região migrem anualmente para a Austrália com estatuto de residentes permanentes.

A Ministra dos Negócio Estrangeiros da Austrália, Penny Wong, afirmou que a concretização deste compromisso é uma resposta a pedidos de longa data daquela região no sentido de proporcionar um maior acesso dos seus cidadãos à Austrália.

“A atribuição de visa reforçará os laços interpessoais e incentivará um maior intercâmbio cultural, empresarial e escolar. Ao conceder este novo visto, queremos dar uma contribuição exclusivamente australiana para a construção de uma família do Pacífico mais forte e mais unida”, afirmou a governante na sua página oficial, a que a Tatoli teve hoje acesso.

Por sua vez, o Ministro da Imigração, Cidadania e Assuntos Multiculturais, Andrew Giles, adiantou que a concessão de visto irá concretizar o compromisso do Governo de aprofundar as nossas relações interpessoais em toda a família do Pacífico.

“A aprovação desta legislação contribuirá para a estabilidade, a segurança e a prosperidade da nossa região e demonstra que parcerias mais fortes no Pacífico, centradas em necessidades e prioridades comuns, são do interesse nacional da Austrália”, frisou Andrew Giles.

Também o Ministro do Desenvolvimento Internacional e do Pacífico, Pat Conroy, disse que o Pacific Engagement Visa é uma expressão substantiva da relação especial da Austrália com o Pacífico e Timor-Leste e foi bem recebido pelos parceiros de toda a região. Segundo o governante, a aprovação desta legislação demonstra que a Austrália está a “ouvir as prioridades do Pacífico e a cumprir os seus compromissos”.

“Uma votação garante que não privamos o Pacífico de competências e talentos, proporcionando um amplo acesso ao programa aos cidadãos do Pacífico e de Timor-Leste”, afirmou.

Segundo o comunicado do gabinete do MNE Austrália lê-se ainda que a legislação aprovada pelo Senado permitirá a realização de uma votação prévia à candidatura para selecionar aleatoriamente [por sorteio] os candidatos ao programa Pacific Engagement Visa. Se forem selecionados, os candidatos terão de satisfazer critérios que incluem a existência de uma oferta de emprego na Austrália.

A votação foi acolhida com agrado pelos parceiros do Pacífico, o que proporciona um processo justo e transparente e garante a igualdade de acesso aos participantes de todos os níveis de competências e profissões, a fim de evitar a fuga de pessoas com qualificações especializadas do Pacífico e de Timor-Leste para a Austrália.

Outras alterações legislativas apresentadas ao Senado alargam o apoio aos participantes para os ajudar a cobrir os custos de educação, formação e criação de uma família na Austrália.

Para mais informações sobre os critérios de obtenção de vistos, consultar o site Pacific Engagement Visa.

Notícia relacionada: Brasil facilita vistos a imigrantes da CPLP

Jornalista: Afonso do Rosário

Editora: Isaura Lemos de Deus

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!