iklan

ECONOMIA, HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE

Mais de 600 unidades de viaturas do Estado leiloadas

Mais de 600 unidades de viaturas do Estado leiloadas

Ministro das Finanças, Rui Gomes.

DÍLI, 12 de janeiro de 2022 (TATOLI) – A Direção-Geral do Património do Estado do Ministério das Finanças (MF) realizou a 15.ª fase do leilão a 615 unidades dos veículos, revelou o Ministro da tutela, Rui Gomes.

Este leilão foi realizado de acordo com os articulados do Decreto-Lei n.°32/2011sobre a Gestão e Alienação dos Bens Móveis do Estado e do Diploma Ministerial n.°15/2012 relativo ao Manual de Gestão e Alienação do Património Móvel do Estado.

Este leilão, e outros semelhantes, tem como objetivo, em primeiro lugar, salvaguardar as condições dos bens móveis do Estado, em segundo, servir como uma fonte para arrecadar  receitas domésticas de modo a sustentar a máquina do Estado e financiar programas e atividades do Governo e, em terceiro lugar, poupar e reduzir os custos operacionais relativos ao uso dos veículos do Estado.

Segundo os dados do MF, entre 2018 e 2021, o ministério arrecadou 1,75 milhões de dólares americanos para os cofres do Estado, através da atividade leiloeira. Entre 2000 e 2020,o Governo gastou cerca de 122 milhões dólares na manutenção dos veículos e 135 em combustíveis.

Ainda de acordo com os mesmos dados, as despesas de manutenção dos veículos do Estado e do combustível totalizaram 257 milhões. “Se fizermos as contas, todos os anos o Executivo gasta em média 14,3 milhões, 1,2 milhões por mês e 57 mil dólares por dia apenas para a manutenção e combustíveis”, especificou Rui Gomes.

No que toca aos dados de 2019-2020, estes mostram que, entre 2002 e 2020, o Governo gastou 125 milhões para a aquisição de 3.415 unidades de viaturas.

O ministro afirmou ainda que,com esta aquisição de viaturas, colocou-se um ónus o orçamento do Estado, em vez de alocar verbas para o setor produtivo de modo a incrementar o crescimento económico.

“Por esta razão, o Governo optou por uma nova política através da aprovação dum decreto-lei que regulamentou o subsídio mensal de transportes aos funcionários públicos, para diminuir os custos operacionais dos veículos do Estado”, referiu.

Para melhorar a gestão dos veículos o Executivo timorense aprovou a resolução de Governo n.º 130/2021, sobre a gestão e relocação dos veículos do Estado, para reforçar a gestão da queles de uma forma mais eficiente e rigorosa, visando contribuir para uma melhor racionalização dos gastos com as viaturas de Estado.

“Com esta nova política, conseguimos poupar, no ano passado, 2 milhões em combustíveis e na manutenção dos veículos”, concluiu.

Notícia relevante: Timor-Leste gasta 14,3 milhões em manutenção de veículos do Estado e em combustível por ano

Jornalista: Jesuína Xavier

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!