iklan

INTERNACIONAL, HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE, SAÚDE

OMS: População deve saber para prevenir VIH/SIDA

OMS: População deve saber para prevenir VIH/SIDA

Representante da OMS em Timor-Leste, Arvind Mathur. Fotografia Tatoli/António Daciparu.

DÍLI, 01 de dezembro de 2022 (TATOLI) – No entendimento da Organização Mundial de Saúde (OMS), a população timorense deve ter conhecimentos sobre a prevenção do VIH/SIDA, sobretudo o seu tratamento. Para elevar o entendimento de pessoas, a OMS pretende sensibilizá-las sobre a origem e consequências desta doença infeciosa.

Arvind Mathur, Representante da OMS em Timor-Leste, destacou, no âmbito do Dia Mundial do VIH/SIDA, a 01 de dezembro, a importância de ações de sensibilização sobre a prevenção desta potologia junto da comunidade.

“A OMS quer elevar os conhecimentos da população sobre o VIH/SIDA. Encorajamos a todos os habitantes que façam o teste nos centros de saúde para saber do seu estado de saúde”, afirmou o dirigente.

Arvind Mathur referiu que, a seu ver, “é proibido dirigir a alguém o preconceito contra quaisquer doenças, sobretudo o VIH/SIDA. Defendo que temos de garantir os direitos dos seropositivos”.

“Peço a toda a população que se interesse por informações sobre a prevenção e o tratamento deste vírus. O VIH/SIDA não é apenas uma doença transmitida através das relações sexuais desprotegidas, mas pode ser transmitida por via sanguínea, entre outros”, disse.

A OMS está a focar-se na equidade para combater esta doença infeciosa no país e no mundo, isto é, em medidas de discriminação positiva face a populações mais vulneráveis.

Odete Belo, Ministra da Saúde, lembrou que o ministério sempre defendeu o combate ao estigma e à discriminação contra os portadores do vírus.

“Os profissionais de saúde estão prontos a dar assistência médica a todos os seropositivos em qualquer lugar”, garantiu a ministra.

A governante pede ainda aos portadores do vírus que se desloquem aos centros de saúde para fazer o tratamento e receber os medicamentos.

Para prevenir esta doença, o ministério tem uma política que consiste em tratar todas as doenças transmissíveis, sobretudo o VIH/SIDA.

“Queremos combater esta doença no país, porque esta mata pessoas e, por isso, temos o apoio do Fundo Global para combatê-la. Pretendemos diagnosticar precocemente esta patologia para reduzir a sua transmissão”, frisou.

De acordo com os dados do Ministério da Saúde, o país tem atualmente 1.776 pessoas com VIH/SIDA e já registou 260 óbitos até muito recentemente.

Notícia relevante: Dia Mundial da Luta Contra a Sida: jovens pedem apoio no combate à doença

Jornalista: Isaura Lemos de Deus

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!