iklan

HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE, SAÚDE

Ministério da Saúde cria mais centros de reabilitação de fumadores

Ministério da Saúde cria mais centros de reabilitação de fumadores

Imagem do Google.

DÍLI, 21 de setembro de 2022 (TATOLI) – O Ministério da Saúde pretende investir na prevenção do tabagismo no país. Para esse efeito, criou novos centros reabilitação de fumadores nos municípios de Liquiçá, Ainaro e Ermera para, em última instância, reduzir o consumo de tabaco no país.

O Chefe do Departamento das Doenças Não Contagiosas, Héctor Pereira, recordou que o ministério inaugurou, no ano passado, um centro de reabilitação de fumadores no Bairro de Formosa, em Díli. Acrescentou ainda que se pretende criar espaços similares nos centros de saúde de Vera-Cruz, de Becora e de Hera.

“Estamos a verificar a adequação dos espaços. Criamos estes centros para o aconselhamento antitabágico. Normalmente, os fumadores recebem os medicamentos com base no número de maços de cigarros consumidos diariamente”, informou o dirigente, em Manleuana, Díli. No seguimento, o responsável pediu aos fumadores que se desloquem aos centros para receber o tratamento.

O Diretor-Executivo da Aliança Nacional de Controlo do Tabaco de Timor-Leste (ANCT-TL), Sancho Fernandes, referiu que, de acordo com a monitorização, mais de 300 pacientes receberam o tratamento antitabágico no centro reabilitação de fumadores no Bairro de Formosa, considerando que aqueles dados representam um avanço positivo.

“Contudo, é necessário que o Ministério da Saúde realize uma campanha da sensibilização sobre o funcionamento destes centros para que estes atraiam os fumadores a fazer o tratamento”, disse.

Sancho Fernandes destacou a necessidade de o ministério encaixar o Programa de Reabilitação para os Fumadores nos programas de Serviço Integrado de Saúde Comunitária (SISCA) e Saúde na Família.

O dirigente mostrou-se preocupado com a importação ilícita de tabaco no país. Alertou para outro fator: “Apesar de se aumentar os preços do tabaco, continuam a vender-se cigarros avulsos. Por isso as crianças fumam. É necessário reforçar a legislação sobre o tabaco para combater a venda de cigarros avulsos”.

O responsável apelou ao Governo que crie uma comissão nacional para o controlo de tabaco.

Recorde-se que de acordo com os dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), 60,7% dos timorenses fumam, sendo que 9,4% são mulheres..

De acordo com uma pesquisa da OMS em 2021, a população timorense gastou 64 milhões de dólares por ano para aquisição de cigarros. Outro estudo, levado a cabo em 2019 pela Global Youth Tobbaco, revelou que 30,9% de jovens entre os 13 e os 15 anos fumavam apesar de se constatar uma redução em relação a 2013, ano em que se registavam 42,4%.

Jornalista: Isaura Lemos de Deus

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!