iklan

INCLUSÃO SOCIAL, HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE

Estudo denuncia violação de direitos humanos a mulheres

Estudo denuncia violação de direitos humanos a mulheres

Imagem Tatoli/António Daciparu.

DÍLI, 22 de agosto de 2022 (TATOLI) – A Associação Chega! Ba Ita (ACbit) identificou, nos últimos três anos, 163 mulheres vítimas de violação de direitos humanos, em Ainaro, Baucau, Covalima, Díli e Viqueque.

O estudo levado a cabo pela ACbit “Pesquisa da Ação Participativa”, que decorreu entre 2020 e 2022, identificou várias vítimas femininas, concretamente em casos de violência sexual, física e psicológica. Foram identificados 43 casos em Ainaro, 35 em Baucau, 23 em Covalima, 26 em Díli e 36 em Viqueque.

“Estas vítimas não cuidam da sua saúde. Vivem sem condições e têm problemas físicos e mentais, em virtude da violência sofrida ao longo de vários anos”, afirmou a Diretora da ACbit, Maria Manuela Leong Pereira, no âmbito do lançamento do estudo, em Vila Verde.

A diretora-executiva pediu, por isso, ao Governo que prestasse assistência às vítimas: “A ACbit vai apresentar algumas recomendações ao Governo e trabalhar em parceria com as autoridades locais”.

A este propósito, o representante do Serviço de Apoio à Sociedade Civil e Auditoria Social, José da Silva, disse que a sua instituição apoiou a ACbit com dois mil dólares americanos para as atividades da associação, sobretudo para a disponibilização de cursos de gestão financeira e de economia para as vítimas.

Este estudo foi financiado pela Organização Católica MISERIOR, da Alemanha, com 65 mil dólares americanos destinados a um período de três anos.

Jornalista: Jesuína Xavier

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!