iklan

ECONOMIA, HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE

Grupos de tecelãs querem produzir algodão em dois municípios e na RAEOA

Grupos de tecelãs querem produzir algodão em dois municípios e na RAEOA

Imagem do Google.

DÍLI, 28 de fevereiro de 2022 (TATOLI) – Grupos de tecelãs na produção do tais timorense dos municípios de Viqueque, Lautém e do Enclave de Oé-Cusse Ambeno pretendem iniciar o cultivo de algodão.

“O nosso grupo de tecelãs está, nesta altura, a preparar um terreno com cerca de 50 metros quadrados, além de construir uma vedação para o cultivo de algodão”, afirmou a tecelã do Grupo Haburas Kultura do município de Viqueque, Zélia da Costa Soares, à Tatoli, no âmbito do festival do tais, que decorreu no Hotel Novo Turismo, em Díli.

Zelia da Costa Soares reconheceu a falta de algodão para a produção do tais no país.

Também o tecelão afeto ao grupo Mareno de Lautém, Armindo Moniz, disse estar a ponderar avançar com a produção de algodão, mas salienta que são necessários sementes em número suficiente para garantir o seu cultivo.

“O grupo está a procura de sementes suficientes, para além de terrenos com vista à  plantação de algodão”, afirmou.

Já Paulina Elo, uma das tecelãs do grupo da Rede Soru Na’in da RAEOA, realçou ter arrancado, no ano passado, por  iniciativa própria, com o cultivo de algodão. “O grupo conseguiu colher dois sacos de algodão”, afirmou.

Também a tecelã expressou a sua preocupação face à quebra de produção do tais devido a ao facto de o algodão natural estar a escassear.

Para inverter este cenário, Paulina Elo disse que a Rede Soru Na’in está a engendrar um plano que prevê a expansão do número de hectares de terreno para ao cultivo de algodão.

O Secretário de Estado da Arte e Cultura (SEAC), Teófilo Caldas, garantiu, por sua vez, que vai cooperar com o Ministério da Agricultura e Pescas (MAP) para motivar os agricultores a cultivarem o produto em causa.

“A resolução do problema cabe ao MAP, pelo que a SEAC coordenará com o ministério e linhas ministeriais para avançarem com medidas concretas”, concluiu.

Jornalista: Jesuína Xavier

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

2 Comments

  1. Parabens como o grupo de tecelãs. Este ideia mais appropruado Na futuro do Industria Textile .
    Comforme tambem preparação rwxurso umano para aprstilha serbiso no tereno I resizamente Uma forma de boa Jestão no grupi Tecelãs para despois não ha sentimento ou failanco porcauza necesaria do Mercado depois .

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!