iklan

INTERNACIONAL, HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE, SAÚDE

OMS lança aplicação ‘Quit Tobacco App’ para reduzir consumo de tabaco 

OMS lança aplicação ‘Quit Tobacco App’ para reduzir consumo de tabaco 

Imagem do Google.

DÍLI, 17 de fevereiro de 2022 (TATOLI) – A Organização Mundial de Saúde (OMS) lançou a aplicação ‘Quit Tobacco App’ para ajudar as pessoas a deixarem de consumir tabaco, incluindo os produtos de potencial risco reduzido como os cigarros eletrónicos e tabaco aquecido.

A aplicação ‘Quit Tobacco App’ foi lançada, no âmbito da campanha levada a cabo pela OMS sob o tema ‘compromisso de desistir’, cujo objetivo é assegurar a prevenção e controlo do tabagismo na região do sudeste asiático.

“O tabaco é mortal em todas as suas formas, pelo que o lançamento desta aplicação vem na melhor altura para apoiar as pessoas a deixarem o tabaco. Apesar de o fumador ter consciência dos malefícios do tabaco, persiste em fumar”, disse o Diretor Regional OMS do sudeste asiático, Poonam Khetrapal Singh, num comunicado a que a Tatoli teve hoje acesso.

De acordo com o documento, a aplicação Quit Tobacco App’ constitui a primeira ferramenta com vista a combater o consumo de tabaco, ajudando os fumadores a identificar as causas, a estabelecer os seus objetivos, a gerir os seus desejos no sentido de deixarem de fumar.

De acordo com o comunicado, o tabaco é a principal causa de morte a nível mundial, matando anualmente quase oito milhões de pessoas, das quais 1,6 milhões só no sudeste asiático.

“O tabagismo constitui um fator de risco para doenças não transmissíveis, incluindo o cancro, doenças cardiovasculares, pulmonares crónicas e diabetes. Os fumadores estão entre os grupos de maior risco de virem a contrair complicações e doenças graves no atual contexto da pandemia”, cita o documento.

O diretor salientou ainda que os países têm vindo a acelerar a implementação da Convenção-Quadro da OMS para o Controlo do Tabagismo, além do pacote MPOWER, um conjunto de seis medidas que visam a redução do consumo de tabaco.

O apoio à cessação tabágica dos fumadores e a promoção do controlo de qualidade dos produtos de tabaco são algumas das orientações constantes no pacote.

Segundo o Relatório Global da OMS sobre Tendências na Prevalência do Uso do Tabaco 2000-2025 (4ª edição, 2021), a região do sudeste asiático registou uma quebra acentuada no consumo de tabaco, ainda que possui cerca de 432 milhões de fumadores ativos, o equivalente a 29% da sua população.

Para fazer face à elevada percentagem de fumadores, a região expandiu as medidas de controlo do tabagismo de maneira a reduzir a prevalência do consumo de tabaco na população.

Timor-Leste, Nepal, Maldivas, Índia, e Sri Lanka decidiram apresentar imagens mais gráficas que alertem para os malefícios do consumo do tabaco, como cadáveres, pulmões doentes e dentes podres.

Já o Bangladesh, a Índia, Indonésia e o Sri Lanka estão a envidar todos os esforços para convencerem os agricultores a deixarem de cultivar tabaco.

Jornalista: Afonso do Rosário

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!