iklan

ECONOMIA, DÍLI, HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE

TANE identifica lojas que aumentam preço de bens de primeira necessidade

TANE identifica lojas que aumentam preço de bens de primeira necessidade

Presidente da Tane Consumidor, António Ramos.

DÍLI, 21 de dezembro de 2021 (TATOLI) – A Associação de Defesa do Consumidor de Timor-Leste, a TANE, identificou as lojas e supermercados que aumentaram os preços dos produtos de primeira necessidade na capital.

O Presidente da TANE, António Ramos, explicou que a associação realizou uma pesquisa para informar a população sobre o preço dos produtos.

“A TANE desempenha um papel importante no fornecimento de dados sobre os preços dos produtos alimentares, principalmente na época do Natal. Os dados são recolhidos trimestralmente”, afirmou hoje à Tatoli, em Vila Verde.

O responsável pediu a todos os negociantes que fossem solidários e tornassem o preço dos produtos mais acessível nos dias de Natal, salientando que a população tem de prestar atenção aos preços e à validade dos produtos nas lojas.

“A população pode apresentar queixas quando detetar produtos nas lojas fora da validade à TANE, que encaminhará para as instituições relevantes”, sugeriu.

Já a economista da TANE, Albertina Soares Rodrigues, disse que a associação realizou a pesquisa em 19 lojas nos postos administrativos de Na’in-Feto, Vera Cruz e Dom Aleixo.

“O preço de bens de primeira necessidade aumentou 50 centavos, por exemplo, as garrafas de óleo de dois litros, que custavam três dólares e cinquenta centavos, subiram para quatro dólares americanos. O trigo, o arroz e outros produtos também sofreram aumentos”, afirmou, em Vila Verde.

Segundo os dados da TANE, há lojas e supermercados com produtos cujo preço é duas ou três vezes  mais alto do que em outros locais de venda. O exemplo dado é com 580 gramas de maçãs que custam um dólar no supermercado Seara do Bairro Central e quatro dólares e cinquenta centavos no W Four em Hudi Laran.

O mesmo acontece com as garrafas de óleo de 2 litros, que antes custavam $2,80 no Meimart de Audian, Comoro e Fatuhada e no Centro Fresco, em Bidau, tendo subido para quatro dólares. A maior variação de preços pode ser vista, por exemplo, na manteiga.

Notícia relevante: Preço de produtos importados sobe no fim do ano por  entrada limitada de navios 

Jornalista: Jesuína Xavier

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!