iklan

HEADLINE, NACIONAL, NOTÍCIAS DE HOJE

Lú Olo recorda Max Stahl como “homem de causas e valores antes e depois da independência”

Lú Olo recorda Max Stahl como “homem de causas e valores antes e depois da independência”

Presidente da República, Francisco Guterres Lú Olo, e o antigo jornalista Max Stahl. Imagem/PR.

DÍLI, 28 de outubro 2021 (TATOLI) – O Presidente da República Democrática de Timor-Leste, Francisco Guterres Lú Olo, manifestou as suas profundas condolências à família do jornalista Max Stahl e reconheceu-o como um “homem de causas e valores antes e depois da independência”.

“Manifestei o meu profundo pesar à família de Max Stahl, que sempre foi a sua base segura desde que o conhecemos em Timor-Leste”, disse o Chefe de Estado num comunicado.

Lú Olo exprimiu ainda o seu reconhecimento por tudo quanto este “homem de causas e valores fez pelo país e pelo povo, antes e depois da restauração da independência de Timor-Leste”.

“Foi com profundo pesar que tomei conhecimento do falecimento do meu muito querido irmão e compatriota Max Stahl”, salientou.

O Presidente recordou ainda que, a título pessoal e como Presidente da República, teve o privilégio e a honra de privar com Max Stahl.

“Ficarão para sempre na minha memória as nossas conversas e os bons momentos passados juntos e sinto que um pouco de cada timorense parte também com este nosso irmão. A saudade que sentimos será eterna”, recordou.

O Parlamento Nacional (PN) e o Governo timorense expressaram também as suas sentidas condolências pelo falecimento do jornalista Max Stahl à sua família.

Timor-Leste perdeu Max Stahl, jornalista e realizador, responsável pela filmagem das imagens do massacre de Santa Cruz, em 1991, que permitiram chamar a atenção para a situação que o país vivia, e colocar o país no topo da agenda internacional, o que se tornou num importante contributo para a autodeterminação do povo timorense.

Max Stahl faleceu hoje, dia 28 de outubro, em Brisbane, vítima de doença prolongada, no mesmo dia em que se assinalam os 30 anos da morte de Sebastião Gomes, que originou a homenagem que culminou no massacre de Santa Cruz.

Christopher Wenner, mais conhecido como Max Stahl, nasceu a 6 de dezembro de 1954 no Reino Unido.

Notícia relevante: Parlamento Nacional e Governo timorense manifestam condolências pelo falecimento de Max Stahl

Jornalista: Domingos Piedade Freitas

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!