iklan

ECONOMIA, NOTÍCIAS DE HOJE

MF e PNUD lançam iniciativa para emprego de emergência “Juntos a Servir a Comunidade” 

MF e PNUD lançam iniciativa para emprego de emergência “Juntos a Servir a Comunidade” 

Cheias em Díli. Imagem/António Gonçalves.

DÍLI, 24 de maio de 2021 (TATOLI) – O Ministério das Finanças (MF) e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) lançaram, a 22 de maio, uma iniciativa para emprego de emergência “Juntos a Servir a Comunidade”.

A iniciativa constitui uma resposta à recuperação das inundações que dá oportunidade de trabalho imediata a cinco mil pessoas em 50 aldeias identificadas para estimular a economia local.

“Esta iniciativa visa trabalhar em conjunto com a comunidade local para trabalhos de limpeza (incluindo estradas), saneamento e drenagem no sentido de prevenir o dengue e realizar reparações urgentes de infraestruturas básicas necessárias nas aldeias do Município de Díli”, diz o comunicado dirigido à Tatoli.

A iniciativa “Juntos a Servir a Comunidade” vai ser implementada em sete aldeias como projeto piloto e o lançamento ocorrerá na Aldeia 03 Anin-Fuik, em Aitarak Laran, Suco de Kampung Alor, do Posto Administrativo de Dom Aleixo.

O Diretor-Geral da Gestão e Mobilização de Recursos Externos, António Freitas, disse que a atividade dará oportunidade a cinco mil pessoas para apoiarem as suas famílias. “A ação constitui uma recuperação para ajudar a comunidade afetada pelas cheias”, afirmou.

António Freitas, em representação do MF, agradeceu ao Banco Asiático de Desenvolvimento (BAD), ao PNUD e aos executivos japonês e sul-coreano pelo apoio generoso e solidariedade ao povo timorense em situação de crise e por manterem a colaboração no desenvolvimento e recuperação da atividade da comunidade.

O Governo timorense foi representado pelo Diretor-Geral da Gestão e Mobilização dos Recursos Externos do MF, António Freitas, para a assinatura da iniciativa e o PNUD foi representado por Tuya Altangerel.

Recorde-se que o Ministro das Finanças, Rui Gomes, e o Coordenador Residente do BAD, Sunil Mitra, assinaram em abril deste ano um acordo de subvenção de um milhão de dólares americanos para ajudar o programa “Apoio à Resposta e à Recuperação das Inundações”, cujo objetivo é contribuir para a reparação dos danos causados pelo ciclone tropical Seroja na capital de Timor-Leste e nos municípios.

As cheias provocadas pelo ciclone Seroja danificaram habitações da comunidade e infraestruturas básicas essenciais em oito municípios do país. De acordo com o relatório da Organização das Nações Unidas (ONU), até 19 de maio, registam-se 33.835 agregados familiares afetados pelas inundações e 44 vítimas mortais.

Mais de 1.700 famílias vivem temporariamente em 13 centros de deslocados em Díli. A Secretaria de Estado da Proteção Civil (SEPC) já apoiou com bens alimentares e necessidades básicas 12.197 agregados familiares em 13 municípios.

TATOLI

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!