iklan

POLÍTICA, NACIONAL, NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA, NOTÍCIAS DE HOJE

PM demitiu Vice-Ministra da Saúde devido a perda de confiança

PM demitiu Vice-Ministra da Saúde devido a perda de confiança

Primeiro-Ministro (PM), Taur Matan Ruak.

DÍLI, 06 de abril de 2020 (TATOLI) – O Primeiro-Ministro (PM), Taur Matan Ruak, revelou que demitiu a Vice-Ministra para os Cuidados de Saúde Primários, Élia António de Araújo dos Reis Amaral, devido ao facto de ter perdido confiança nela.

“Tenho apenas uma resposta. Já não deposito confiança nela. Não pretendo, por isso, trabalhar mais com ela. Assim, o trabalho da senhora [Élia] chegou ao fim”, disse Taur Matan Ruak, esta segunda-feira (06/04), em declarações aos jornalistas, no Centro de Convenções de Díli (CCD).

Questionado pelos jornalistas sobre a sucessão de Élia Amaral no cargo de Vice-Ministra da Saúde, o PM referiu não ter ainda tomado qualquer decisão.

“Ainda não há, atualmente, um substituto, pelo que caberá ao Vice-Ministro para o Desenvolvimento Estratégico da Saúde, Bonifácio Maucoli dos Reis, desempenhar o cargo durante a vacatura”, revelou o ex-Presidente da República.

Taur Matan Ruak lembrou ainda que o Chefe de Estado tinha exonerado a ex-Ministra da Saúde interina a seu pedido e que Élia Amaral tinha recebido a carta da sua exoneração.

Recorde-se que o Chefe de Estado emitiu, na passada sexta-feira (03/04), o Decreto Nº. 30/2020 de 03 de abril, com a exoneração de Élia Amaral do seu cargo de Vice-Ministra para os Cuidados de Saúde Primários do VIII Governo Constitucional de Timor-Leste.

O decreto de exoneração entrou em vigor a 03 de abril de 2020.

Segundo fontes, Taur Matan Ruak decidiu avançar com a demissão da Ministra da Saúde em Exercício após divergências na divulgação de informação relativa ao surto do Covid-19.

Jornalista : Antónia Gusmão

Editora   : Júlia Chatarina    

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!