iklan

INTERNACIONAL, NOTÍCIAS DE HOJE

Timor-Leste participa na 55.ª sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU

Timor-Leste participa na 55.ª sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU

Foto/Gov.tl

DÍLI, 28 de fevereiro de 2024 (TATOLI) – A Ministra da Solidariedade Social e Inclusão, Verónica das Dores, em representação de Timor-Leste, participou no Segmento de Alto Nível da 55.ª Sessão do Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), que decorreu em Genebra, na Suíça.

O Conselho de Direitos Humanos é um órgão intergovernamental no seio do sistema das Nações Unidas, encarregado de fortalecer a promoção e proteção dos direitos humanos em todo o mundo e de abordar situações de violações dos direitos humanos, formulando recomendações sobre essas questões.

“A promoção e proteção dos direitos humanos são princípios orientadores no exercício das políticas externas de Timor-Leste”, disse a Ministra da Solidariedade Social e Inclusão, Verónica das Dores, num comunicado do Executivo a que a Tatoli teve hoje acesso.

A ministra referiu também a importância de uma cooperação significativa entre Estados e partes interessadas para alcançar o objetivo comum de garantir o gozo dos direitos humanos de todos, sublinhando o compromisso do Governo com a igualdade e os direitos das pessoas com deficiência

“Timor-Leste tornou-se Estado Parte da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e comprometeu-se a estabelecer um Conselho Nacional para a Deficiência até 2025”, referiu a ministra. 

Verónica das Dores apelou ao Conselho de Direitos Humanos que prestasse a atenção ao povo do Sahara Ocidental, lamentando “a falta de progresso” e reiterando o apelo “à concessão do exercício do direito à autodeterminação, em conformidade com a Carta das Nações Unidas”.

A governante manifestou a sua preocupação com a situação humanitária catastrófica na Faixa de Gaza, tendo salientado a importância de se proteger todas as populações civis em conformidade com o direito humanitário internacional. A este respeito, a Verónica das Dores reiterou a posição de Timor-Leste de apoio a uma solução baseada na existência de dois Estados.

Verónica das Dores assumiu também o compromisso “de fortalecer os esforços para melhorar os direitos das mulheres e raparigas, com o combate à discriminação e violência” e declarou que “Timor-Leste atribui especial ênfase à defesa da liberdade de expressão e de opinião”.

A ministra terminou a sua intervenção, dizendo que Timor-Leste, com a sua “experiência rica na reconstrução de um país devastado pela guerra, é um país resiliente e democrático que promove o gozo dos direitos humanos para todos”.

Jornalista: Domingos Piedade Freitas

Editora: Isaura Lemos de Deus

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!