iklan

INTERNACIONAL, DÍLI, NOTÍCIAS DE HOJE

Jovens consideram que serviço voluntário contribui para desempenho pessoal e profissional

Jovens consideram que serviço voluntário contribui para desempenho pessoal e profissional

Coordenador Geral da Trobas, Elígio Soares. Foto da Tatoli/Afonso do Rosário

DÍLI, 05 de dezembro de 2023 (TATOLI) – Celebra-se anualmente, a 5 de dezembro, o Dia Internacional do Voluntariado sob o tema Se todos fizessem voluntariado, o mundo seria um lugar melhor. Reconhecer o valor dos voluntários e promover o espírito de voluntariado a nível local, nacional e internacional, visando de tornar presente em todo o mundo o espírito de solidariedade para a paz e o desenvolvimento é uma das metas na instituição deste dia.

A este propósito, a Tatoli realizou algumas entrevistas com jovens timorenses que se dedicam às atividades de voluntariado que contribuem para a proteção do ambiente, em particular a gestão dos resíduos plásticos para proteger a biodiversidade e os ecossistemas marinhos.

Elígio Soares, Coordenador Geral da Organização Tropas para o Ambiente Saudável (Trobas), afirmou que esta atividade de voluntariado tem sido realizada desde 2019, a maioria em Díli, através de programas de recolha de resíduos plásticos nas áreas costeiras, bem como uma campanha de sensibilização sobre o impacto negativo dos lixos no ambiente. O responsável considera que o serviço voluntário é “uma paixão” para manter um ambiente saudável de modo a contribuir para a conservação da biodiversidade, pois a missão da organização é garantir um ambiente “protegido e contribuir para uma sociedade saudável e mais resiliente”.

“Envolvo-me no serviço voluntário por paixão e empenho. Estou consciente de que através deste serviço posso contribuir e beneficiar da minha experiência no desenvolvimento pessoal e profissional no futuro”, informou Elígio Soares à Tatoli, no Timor Plaza, Díli. O dirigente sublinhou que a organização Trobas conta com 55 efetivos e se concentra na recolha do lixo plástico costeiro na cidade de Díli, pois tem consciência de que este resíduo terá um impacto negativo na sobrevivência da biodiversidade marinha.

O jovem reconheceu que, embora se trate de uma atividade voluntária, a Trobas estabeleceu uma parceria com uma organização internacional, a Mercy Corp, para implementar um programa de gestão de resíduos plásticos a fim de transformá-los em produtos com valor económico. Elígio Soares apelou a todos os jovens timorenses que se envolvam em voluntariado para ganharem experiência e poderem desenvolver novas ideias que possam contribuir para a vida pessoal e profissional.

“O trabalho voluntário é uma fase inicial para ajudar a desenvolver uma carreira profissional no futuro. Aos colegas voluntários, continuem com o vosso espírito, porque o país e a sociedade precisam de jovens criativos que se preocupem com o ambiente”, aconselhou Elígio Soares.

Madalena dos Santos Vidigal, uma voluntária na CVTL. (Fonte do facebook individual)

Por sua vez, Madalena dos Santos Vidigal, de 26 anos, do município de Liquiçá, uma voluntária na Cruz Vermelha de Timor-Leste (CVTL), destacou a necessidade de se envolver no trabalho voluntário para ganhar experiência, adquirir a competência de falar em público, ajudar as pessoas que necessitam de apoio em primeiros socorros, bem como contribuir para campanhas de prevenção de várias doenças.

A jovem contou que desde 2021, se envolve em atividades voluntárias na CVTL, na Trobas e numa organização de jovens da Igreja Católica. “O voluntariado é uma referência para a minha carreira, porque adquiri muitos conhecimentos nesta organização. Com esta experiência, fui contratada como funcionária da organização internacional ChilFund [cujo contrato terminará em breve] e agora consegui um novo emprego na empresa Jack’s de Timor-Leste”.

Madalena Vidigal recordou que se envolveu em serviços voluntários há dois anos, depois de terminar o ensino secundário, uma vez que não prosseguiu a sua formação na universidade. “Para mim, o serviço voluntário é um privilégio, porque pode aumentar os meus conhecimentos e a capacidade pessoal para me tornar numa jovem madura e de alta qualidade e me transformar num recurso humano potencial para o país”.

O Dia Internacional de Voluntariado foi implementado através da Resolução 40/212 da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), a 17 de dezembro de 1985. A meta desta celebração é enaltecer o esforço dos voluntários, destacando os valores de entreajuda e sentido de comunidade, bem como promover a participação em programas de voluntariado. Por outro lado, este dia destaca também o seu contributo para cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Referindo-se a este dia, António Guterres, publicitou o lema Se todos fizessem…, sublinhando a importância da ação coletiva, da cooperação e das soluções lideradas por pessoas para desafios mundiais como a pobreza, as desigualdades, os conflitos, a crise climática, a insegurança alimentar, entre outros. O Secretário-Geral da ONU frisou a importância das voluntárias e voluntários jovens que estão a juntar-se à luta pela ação climática, pressionando os governos, as empresas e os decisores políticos para que tomem as decisões necessárias para pôr fim a esta emergência mundial.

Notícia relacionada: KOICA disponibiliza sete voluntários a Timor-Leste

Jornalista: Afonso do Rosário

Editora: Isaura Lemos de Deus

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!