iklan

DÍLI, HEADLINE, NACIONAL, NOTÍCIAS DE HOJE

SECOMS compromete-se a tornar TATOLI num agência noticiosa de sucesso

SECOMS compromete-se a tornar TATOLI num agência noticiosa de sucesso

Foto da Tatoli

DÍLI, 27 de julho de 2023 (TATOLI) – O Secretário de Estado da Comunicação Social (SECOMS), Expedito Ximenes, declarou que tenciona investir no desenvolvimento da Agência Noticiosa de Timor-Leste, comummente conhecida como TATOLI, que celebra hoje o seu 7.º aniversário.

“Durante o meu mandato tenciono desenvolver a TATOLI para que cumpra o seu papel na produção de notícias e na divulgação destas a locais e estrangeiros”, disse Expedito Ximenes, em discurso na cerimónia de celebração do 7.º aniversário da TATOLI, no Farol.

Para o Secretário de Estado, apesar dos seus sete anos de existência, a TATOLI ainda está longe de atingir o objetivo de servir, no que toca à informação, como uma agência clarificadora (clearing house, em inglês), isto é, uma instituição que recebe informação noticiosa e a divulga de uma forma criteriosa e clarificadora, uma instituição que medeia a informação recebida e a divulga de um modo pluralista, pedagógico e factual. Para Expedito Ximenes, a inobservância desta função nobre falha, por parte da TATOLI,  muito em parte devido à falta de recursos humanos e de infraestruturas adequadas.

“Um dos desafios que a TATOLI enfrenta é conseguir dar resposta às elevadas expetativas que o público tem.  Ainda não cumpriu dois dos objetivos: produzir boas notícias e ser uma referência para os outros meios de comunicação social”, afirmou o Secretário de Estado.

Para Expedito Ximenes é fundamental que se aposte no “reforço das capacidades, através da formação, para dotar os jornalistas da TATOLI de competências que lhes permitam produzir boas notícias”. Para o efeito, declarou: “esforçar-me-ei para que a TATOLI se transforme naquilo que todos queremos que ela seja”.

Também o Presidente do Conselho de Administração da TATOLI, Manuel Pinto, enfatizou a importância da TATOLI dispor de mais e melhores condições para que “possa avançar”, acrescentando que “é importante refletir sobre o que éramos antes, o que somos agora e o que queremos ser no futuro. Temos de continuar a trabalhar para alcançarmos os nossos objetivos”

Presente na cerimónia esteve também a conhecida jornalista Santina de Araújo, uma das pioneiras no jornalismo de Timor-Leste. Convidada a discursar, relembrou as dificuldades dos jornalistas durante a ocupação indonésia, sobretudo as das mulheres que trabalhavam na área.

“O envolvimento das mulheres nessa altura era mínimo, éramos menos de 10 a trabalhar para os meios de comunicação como a rádio e a televisão da República da Indonésia, o jornal Suara Timor-Timur e a Rádio Timor Kmanek, da Igreja Católica. Ser mulher e jornalista naquele tempo tinha o seu lado positivo, podíamos entrevistar várias fontes e abordar muitos assuntos, mas também tinha o seu lado negativo, não havia liberdade, uma vez que tudo era controlado pelas autoridades indonésias”.

Para Santina Cardoso, “o desenvolvimento da comunicação social e o aumento da participação das mulheres no jornalismo, só começou a ser visível após a restauração da independência”. Relembrou ainda, a título de curiosidade, que “escrevia à mão porque não havia computador nem gravador de voz”. Por tal, acrescentou a representante do Timor Post “entrevistas eram manuscritas num caderno, depois reescritas em papel e só então entregues ao editor para que, finalmente, ele as registasse num computador”

A TATOLI foi criada pelo Governo de Timor-Leste, através da Secretaria de Estado da Comunicação Social, sob a liderança do antigo Secretário de Estado Nélio Isaac, a 27 de julho de 2016.

Jornalista: Domingos Piedade Freitas/Afonso do Rosário

Editora: Isaura Lemos de Deus

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!