iklan

INTERNACIONAL, ECONOMIA, DÍLI, NOTÍCIAS DE HOJE

Conservação de ecossistemas de Timor-Leste em discussão

Conservação de ecossistemas de Timor-Leste em discussão

Imagm da Tatoli/Egas Cristóvão.

DILI, 07 de julho de 2023 (TATOLI) – Representantes da Agência de Conservação Internacional para a região do Sudeste Asiático, juntamente com parceiros dos Estados Unidos da América e da Austrália, reuniram-se com o Presidente da República, José Ramos Horta, para discutir o seu apoio na defesa de uma política de proteção dos ecossistemas em Timor-Leste.

A Vice-Presidente sénior da agência, Meizani Irmadhiany, informou que a agência já trabalhou em parceria com 13 países da região Ásia-Pacífico para apoiar e proteger a biodiversidade, bem como para dar assistência a um desenvolvimento inovador e sustentável com base na natureza.

“Debatemos hoje o potencial dos recursos naturais de Timor-Leste, necessários para apoiar o desenvolvimento e a proteção da biodiversidade no futuro”, frisou Meizani Irmadhiany, no Palácio Presidencial, em Díli.

A dirigente destacou que o encontro visou também inteirar o Chefe de Estado sobre o trabalho desenvolvido pela agência uma vez que a colaboração com autoridades locais para proteger o ambiente e os oceanos é, na sua opinião, fundamental.

A responsável referiu a necessidade de o Executivo timorense priorizar a proteção ambiental e, como tal, mostrou-se disponível para colaborar com as entidades estatais naquele sentido. Da parte do Chefe de Estado, Meizani Irmadhiany afirmou ter obtido um apoio incondicional.

Segundo os resultados de um estudo levado a cabo pela agência, Timor-Leste possui uma das maiores biodiversidades marinhas no mundo, tendo cerca de 400 espécies de corais construtores de recifes.  O estudo revelou ainda que foram recentemente descobertas novas espécies de peixes, corais, orquídeas, osgas e esquilos.

A missão da Conservação Internacional em Timor-Leste teve início em 2009 e três anos depois estabeleceu uma secção local a convite do então Presidente, José Ramos Horta.

A Conservação Internacional trabalha diretamente com governos e comunidades locais para investigar, implementar e melhorar a gestão das áreas protegidas em terra e no mar, através de uma combinação de ciência, política e trabalho no terreno, para fornecer soluções inovadoras para problemas ambientais, como práticas de pesca insustentáveis e prevenção ou mitigação dos efeitos da desflorestação. O combate às alterações climáticas e a melhoria dos meios de subsistência dos cidadãos são também objetivos da agência.

Notícia relacionada: Falta de condições para combater pesca ilegal e explorar a biodiversidade marítima é preocupante

Jornalista: Afonso do Rosário

Editora: Isaura Lemos de Deus

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!