iklan

JUSTIÇA, HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE

MJ quer apurar adequação dos locais para os investimentos da Keshavarz

MJ quer apurar adequação dos locais para os investimentos da Keshavarz

Ayub Joseph Karimi, Diretor da Keshavarz Great Timor. Imagem/Jesuína Xavier.

DÍLI, 17 de fevereiro de 2023 (TATOLI) – A equipa da Secretaria de Estado das Terras e Propriedades (SETP) do Ministério da Justiça (MJ), vai efetuar o levantamento de dados do tipo de ocupação dos locais onde a empresa Keshavarz Great Timor quer investir, sobretudo em Lautém, Loes e Maubara, informou o Diretor-Geral da tutela, Lucas António da Costa.

O objetivo é verificar se a natureza dos investimentos da empresa se adequa ao tipo de ocupação permitido para os locais pretendidos. Adequando-se, a SETP estará disposta a prestar apoio. “A equipa técnica da direção-geral recebeu uma proposta da empresa sobre o local de investimento. Vamos concluir brevemente o levantamento de dados para que possamos apresentar o relatório ao ministro de modo a acelerar o procedimento de arrendamento”, afirmou o dirigente, em Hera.

Lucas da Costa referiu ainda que todos os investimentos necessitam de estar conforme as leis sobre o tipo de ocupação que se quer para um determinado local, para que a empresa continue possa investir cumprindo a legalidade. “Estamos a ajudar a empresa, pois este investimento beneficia a população”.

O Diretor da empresa Keshavarz, Ayub Joseph Karimi, disse que pretende investir na indústria do leite, carne de vaca e plantação de árvores de fruto em Lautém. “Vamos investir na criação de suínos e aves com um orçamento maior e em diferentes locais. A empresa vai criar mais de dois mil vacas leiteiros e ovelhas”.

Recorde-se que o diretor da empresa Keshavarz Great Timor tinha dito que a empresa pretendia investir 300 milhões de dólares americanos na indústria do leite, carne de vaca e plantação de árvores de fruto nos municípios de Manatuto e Lautém.

O diretor tinha explicado que a empresa queria criar quatro mil vacas leiteiras em Laleia e 12 mil para produção de carne em Manatuto. “Prevê-se uma quantidade de 20 toneladas de carne e de leite para venda no mercado”.

Esta empresa internacional, proveniente do Irão, já investiu na indústria avícola, em Hera, que consegue criar mensalmente entre mil e quatro mil aves. Além da criação de pintainhos, a empresa investe ainda nas áreas da agricultura, aquicultura e serviços veterinários.

Notícia relevante: Keshavarz Great Timor consegue criar mensalmente cerca de quatro mil aves para negócio

Recorde-se, finalmente, que a TradeInvest, Agência de Promoção de Investimento e Exportação, I.P de Timor-Leste, emitiu, em novembro de 2021, declarações de benefício a esta empresa que investe no setor produtivo.

Notícia relevante: Empresa Keshavarz ambiciona expansão na produção avícola

Jornalista: Jesuína Xavier

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!