iklan

INTERNACIONAL, DÍLI, HEADLINE, LEI, NOTÍCIAS DE HOJE

Recenseamento eleitoral no estrangeiro marcado para março

Recenseamento eleitoral no estrangeiro marcado para março

Imagem da Tatoli/António Daciparu

DÍLI, 15 de fevereiro de 2023 (TATOLI) – O processo de recenseamento eleitoral na diáspora, vai decorrer no próximo mês de março, revelou o Ministro da Presidência do Conselho de Ministros, Fidélis Magalhães.

Atente-se que aquele ato não mudou após algumas alterações feitas ao regulamento eleitoral. A este propósito, recorde-se que o Governo tinha aprovado o calendário do processo relativo ao recenseamento eleitoral na diáspora no início de fevereiro, contudo, o Ministro da Administração Estatal, Miguel de Carvalho, tinha proposto alterações àquele. Estas alterações diziam respeito à natureza dos membros das Comissões de Recenseamento Eleitoral e também a algumas datas do calendário.

Fidélis Magalhães acrescentou que “a elaboração, extração e remessa das listas dos eleitores, por via eletrónica, pelas missões diplomáticas e postos consulares respetivos, irá acontecer nos dias 01 a 02 de abril” em declarações proferidas no Palácio do Governo, em Díli.

“O período de exposição e reclamação das listas de eleitores recenseados no estrangeiro está definido para o período de 3 e 7 de abril e a sincronização do sistema de recenseamento eleitoral irá decorrer entre os dias 8 e 20 de abril”, concluiu.

Segundo o ministro, o número total de eleitores deverá ser publicado até 21 de abril, data que anteriormente estava agendada para 12.

Segundo dados do Secretariado de Administração Eleitoral, em dezembro do ano passado existiam 6.944 eleitores na diáspora.

Notícia relevante: Aprovado calendário de recenseamento eleitoral na diáspora

 Jornalista: Afonso do Rosário

Editora: Isaura Lemos de Deus

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!