iklan

EDUCAÇÃO, HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE

UNESCO e Japão disponibilizam laboratórios de ciências e matemática ao MEJD

UNESCO e Japão disponibilizam laboratórios de ciências e matemática ao MEJD

Embaixador do Japão em Timor-Leste, Kimura Tetsuya. Fotografia Tatoli /Egas Cristovão.

LIQUIÇÁ, 19 de janeiro de 2023 (TATOLI) – A UNESCO, via delegação de Jacarta, e o Governo do Japão disponibilizaram nove laboratórios de ciências e matemática ao Ministério da Educação Juventude e Desporto.

A disponibilização destes laboratórios, no âmbito do Projeto de Reforço das Ciências e da Matemática em Timor-Leste, realizou-se numa cerimónia na Escola de Ensino Secundária-Geral Hu Iso Lara Iso, em Liquiçá, que contou com a participação do Ministro da Educação, Armindo Maia, do Embaixador do Japão em Timor-Leste, Kimura Tetsuya, do Diretor da UNESCO em Jacarta, Mohamed Djelid, e de representantes municipais da educação.

O Embaixador nipónico, Tetsuya Kimura, disse que o apoio proveniente do povo japonês contou com uma verba de 2,5 milhões de dólares americanos. Este projeto já tinha sido lançado em 2019, com a produção de manuais escolares em ciências e matemática para os alunos dos 1º e 2º ciclos.

“É o nosso primeiro apoio na área de ciências e matemática para o ensino básico com vista a ajudar os estudantes a adquirirem conhecimentos básicos. Os estudantes [com bom desempenho naquelas duas áreas] podem continuar no ensino superior para cursos de engenharia”, afirmou o diplomata, em Liquiçá.

Segundo o embaixador, o projeto pretende disponibilizar também sessões de formação destinadas a professores sobre o uso de manuais, sobre didática e ainda técnicas de utilização dos laboratórios.

O Ministro da Educação, Armindo Maia, considerou que os laboratórios de ciências e matemática são didaticamente importante, pois proporcionam benefícios de aprendizagem aos estudantes.

“Em Timor-Leste há falta de laboratórios, por isso agradecemos aos parceiros pelo apoio concedido, pois temos alunos com alto potencial de evolução para a aprendizagem nas ciências e na matemática e que apresentaram resultados bastante positivos em competições internacionais”, disse.

O Diretor da UNESCO em Jacarta, Mohamed Djelid, espera que os alunos tenham vontade de aprender ciências e matemática com a ajuda destes laboratórios. “O MEJD devia criar mais laboratórios noutras escolas para ajudar os alunos nas aulas práticas”.

A UNESCO vai distribuir ainda livros de ciências e matemática a escolas em Ainaro, Baucau, Bobonaro, Covalima, Liquiçá, Lautém, Manatuto, Manufahi e Viqueque.

Notícia relacionada: Timor-Leste e Japão discutem nova cooperação em diversas áreas

Jornalista: Jesuína Xavier

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!