iklan

INTERNACIONAL, HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE

Governo da Austrália empenhado no desenvolvimento do Greater Sunrise 

Governo da Austrália empenhado no desenvolvimento do Greater Sunrise 

Representantes da Austrália para o Projeto do Greater Sunrise, o Ministro do Petróleo e Minerais, Victor da Conceição e o Presidente da ANPM, Florentino Ferreira.

DÍLI, 01 de dezembro de 2022 (TATOLI) – O Governo australiano está empenhado no desenvolvimento do campo do Greater Sunrise. Este, nas palavras de Steve Bracks, Representante Especial da Austrália para o Projeto do Greater Sunrise, é mutuamente benéfico e comercialmente viável para Timor-Leste e Austrália.

“É um projeto muito importante para a Austrália. Queremos ver o Greater Sunrise avançar para ser economicamente viável e para ser um contribuinte produtivo para a economia de Timor-Leste e para a Austrália”, informou Steve Bracks, à margem da reunião com o Ministro do Petróleo e Minerais, Victor da Conceição, acompanhado pelo Presidente da Autoridade Nacional do Petróleo e Minerais (ANPM), Florentino Ferreira, em Bebora, Díli.

Questionado sobre a posição do Executivo australiano sobre o desenvolvimento do projeto e o Contrato de Partilha de Produção, o representante especial respondeu que “o local onde o gás será processado é realmente uma questão a ser determinada pela empresa joint venture e a Austrália não tem nenhuma posição sobre o assunto”, defendeu.

Steve Bracks elogiou o trabalho feito pelo Executivo timorense para fazer avançar o projeto em causa para o interesse comum de Timor-Leste.

“Queremos ver o projeto realizar-se da melhor forma possível e, obviamente, trabalhar em cooperação com todas as partes para que isso aconteça”, garantiu.

O Ministro do Petróleo e Minerais, Victor da Conceição, defendeu, por sua vez, o plano de desenvolvimento do projeto do Greater Sunrise em Timor-Leste.

“Mantemos a nossa posição e o plano de desenvolvimento do projeto deve ser em Timor-Leste. Realizamos vários esforços e, até agora, os diálogos entre os dois governos sobre uma série de documentos para o desenvolvimento do projeto estão a correr bem. Estes documentos incluem o Código Mineiro, o Contrato de Partilha de Produção e o Regime Especial do Greater Sunrise”, afirmou Victor da Conceição.

O governante declarou ainda que os executivos timorense e australiano concordaram que as discussões seriam concluídas em breve, pois na próxima semana o representante da Woodside visitará Timor-Leste para discutir sobre o desenvolvimento do projeto do Greater Sunrise.

“As negociações vão concretizar-se se os dois países concordarem mutuamente, caso haja divergências de opinião, continuaremos a ter discussões até que se encontre uma solução e se celebre um acordo. Estou certo de que as empresas da joint venture vão apresentar propostas, realizar discussões e análises económicas e técnicas para tomar uma decisão”, garantiu Steve Bracks.

Victor da Conceição informou também que a reunião com Steve Bracks teve como objetivo realizar consultas com os líderes timorenses, o Presidente da República, o Primeiro-Ministro, os ministros, os dirigentes da Timor GAP e outras partes interessadas, sobre as perspetivas e ideias relativas ao plano estratégico para o desenvolvimento do projeto do Greater Sunrise.

O Governo de Timor-Leste, através da Timor Gás e Petróleo, Empresa Pública (Timor GAP, E.P), participa no consórcio Greater Sunrise e representa 56,56%, a Woodside (operadora) 33,44% e a Osaka Gás 10%.

De acordo com o Tratado das Fronteiras Marítimas, no anexo B, o artigo 2.º, que regula a distribuição da percentagem do Greater Sunrise, define que se o gasoduto for para a Austrália, Timor-Leste recebe 80% e a Austrália 20%, se for para Timor-Leste, este país recebe 70% e a Austrália 30%.

Notícia relevante: Debatida importância estratégica de projeto Greater Sunrise

Jornalista: Afonso do Rosário

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!