iklan

HEADLINE, NACIONAL, NOTÍCIAS DE HOJE

Ramos Horta pede a Forças Armadas obediência à Constituição para servirem a pátria

Ramos Horta pede a Forças Armadas obediência à Constituição para servirem a pátria

Presidente da República, José Ramos Horta. Imagem Tatoli/Francisco Sony.

DÍLI, 20 de agosto de 2022 (TATOLI) – O Presidente da República, José Ramos Horta, destacou o papel das Forças Armadas e a necessidade de obedecerem apenas à Constituição para servirem a pátria e defenderem as instituições democráticas.

O Chefe de Estado disse que as Forças Armadas não podem aderir a qualquer fação, partido político ou fazer depender as suas funções de interesses pessoais.

“As Forças Armadas de Timor-Leste ou de qualquer país do mundo obedecem apenas à Constituição para servirem a pátria. Acima de tudo, as Forças Armadas devem estar próximas do povo e servi-lo”, afirmou o Presidente, no âmbito da celebração do 47º. aniversário das FALINTIL-Forças de Defesa de Timor-Leste (F-FDTL), no Palácio do Governo.

Segundo Ramos Horta, cada militar tem um papel importante ao serviço da paz e estabilidade no país, na região e no mundo.

Para promover a paz, Horta entregou, em agosto de 2000, a Xanana Gusmão, numa cerimónia realizada pelas FALINTIL, em Aileu, a medalha do Prémio Nobel, atribuída a 10 de dezembro de 1996, em Oslo, na Noruega.

Após a saída de Xanana Gusmão do cargo Comandante das FALINTIL, a medalha foi entregue a Taur Matan Ruak e encontra-se atualmente com o Chefe de Estado-Maior das F-FDTL, Falur Rate Laek.

“As F-FDTL são a única instituição militar no mundo que recebeu a medalha de ouro do Nobel da Paz”, concluiu.

Notícia relevante: Xanana pede às F-FDTL que sirvam o país com eficiência

Jornalista: Afonso do Rosário

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!