iklan

INTERNACIONAL, HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE

Timor-Leste condecora postumamente cinco soldados sul-coreanos com Medalha de Mérito

Timor-Leste condecora postumamente cinco soldados sul-coreanos com Medalha de Mérito

Presidente da República, José Ramos Horta, condecora, com a Medalha de Mérito, cinco militares sul-coreanos. Imagem Tatoli/António Daciparu.

DÍLI, 08 de agosto de 2022 (TATOLI) – O Presidente da República, José Ramos Horta, condecorou, com a Medalha de Mérito, cinco militares sul-coreanos, afetos ao Batalhão ROKBATT VII, que perderam a vida a 06 de março de 2003, na Região Administrativa Especial Oé-Cusse Ambeno.

O Chefe de Estado disse que a referida condecoração simboliza um reconhecimento do Estado timorense ao papel que os militares sul-coreanos tiveram na manutenção da paz no país.

“Reunimo-nos hoje para prestar uma homenagem aos cinco soldados da Coreia do Sul que morreram num acidente ocorrido há 19 anos em Oé-Cusse. Em nome do país, presto a minha homenagem a todos vós. Como timorenses, conhecemos de perto o sofrimento dos familiares perante a perda dos seus entes queridos”, afirmou Ramos Horta, no Palácio Presidencial.

O Embaixador da Coreia do Sul, Kim Jeong Ho, por sua vez, agradeceu ao Governo timorense pelo reconhecimento à memória do valor dos soldados sul-coreanos

“Agradecemos ao Presidente da República por honrar os nossos militares com a Ordem de Mérito. Rezo a Deus para que a sua graça fortaleça as relações eternas entre os dois países”, frisou.

Jun Hyein, a representante da família afirmou que, embora receba a medalha num espírito de tristeza devido à perda dos filhos, marido e pai, considerou que “a sua morte é uma contribuição para o desenvolvimento do país”.

“Agradecemos ao povo e ao Executivo timorense por honrarem os nossos familiares, por reconhecerem os sacrifícios que fizeram pela independência de Timor-Leste”, agradeceu.

A Medalha de Mérito foi criada através do Decreto-Lei nº. 15/2009, de 18 de março, para reconhecer e agradecer a civis e militares, nacionais e internacionais, que tiveram um contributo significativo para a paz e estabilidade nacional.

Recorde-se que o Governo tinha já aprovado, em Conselho de Ministros, o projeto que visava atribuir a Medalha de Mérito, a título póstumo, aos cinco militares sul-coreanos.

O Ministro da Presidência do Conselho de Ministros, Fidélis Magalhães, tinha afirmado que a atribuição da Medalha de Mérito aos cinco militares sul-coreanos visava reconhecer o contributo daqueles numa altura em que se procurava a paz e a estabilidade nacional.

Notícia relevante: RAEOA e Embaixador da Coreia do Sul inauguram monumento de homenagem a soldados coreanos

Jornalista: Afonso do Rosário

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!