iklan

EDUCAÇÃO, HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE

SEAC apoia grupos culturais comunitários e indústrias criativas com 200 mil dólares

SEAC apoia grupos culturais comunitários e indústrias criativas com 200 mil dólares

Ministro do Ensino Superior, Ciência e Cultura (MESCC), Longuinhos dos Santos. Imagem Tatoli /Egas Cristóvão.

DÍLI, 12 de julho de 2022 (TATOLI) – A Secretária de Estado da Arte e Cultura (SEAC), do Ministério do Ensino Superior, Ciência e Cultura (MESCC), disponibilizou hoje 200 mil dólares americanos a grupos culturais e artísticos comunitários e a indústrias criativas, para a requalificação de casas sagradas.

O Ministro do Ensino Superior, Ciência e Cultura, Longuinhos dos Santos, também a este propósito, pediu aos beneficiários que utilizassem o orçamento com a responsabilidade e de acordo com o regulamento dos contratos.

“Os beneficiários devem apresentar os seus relatórios da execução orçamental”, apelou o governante, em Colmera, Díli.

Por sua vez, o Diretor-Geral da SEAC, Manuel Smith, informou que o ministério realizou hoje a assinatura de contratos com os beneficiários, com base nos pressupostos da lei de subvenção pública.

“Foram apresentados, este ano, 159 propostas para construção, reabilitação e inauguração de casas sagradas, 27 dos quais já aprovados. Apresentaram-se, também, 132 propostas provenientes de grupos culturais comunitários, tendo sido aprovadas 25”, detalhou.

O dirigente referiu que o Governo alocou este ano 200 mil dólares americanos às direções do Património Cultural e da Promoção e Arte Cultura, frisando que a construção da nova casa sagrada conta com 3.500 dólares, a reabilitação com 2.500 e a inauguração com 1.500.

Manuel Smith sublinhou que cada grupo cultural comunitário recebeu cinco mil dólares e cada grupo de indústrias criativas dois mil.

“Estas verbas não são suficientes para apoiar todos os grupos.  Efetuamos, por isso, a fiscalização, sobretudo para as casas sagradas de modo a fazer o levantamento de dados para que possamos disponibilizar o auxílio”, acrescentou.

O dirigente recordou que o MESCC apoiou, no ano passado, 75 grupos culturais comunitários e de música contemporânea bem como 82 casas sagradas com mais 400 mil dólares.

Já o coordenador do grupo de Lantava Festival em Lautém, Titiso Kour-Ara, classificou como fundamental a preservação patrimonial bem como a identidade cultural dos timorenses.

“O fundo visa financiar diversas atividades, tais como festivais, espetáculos de música contemporânea e dança cultural”, concluiu.

Notícia relevante: Governo prevê gastar 200 mil dólares na requalificação de casas sagradas

Jornalista: Isaura Lemos de Deus

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!