iklan

POLÍTICA, INTERNACIONAL, JUSTIÇA, HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE

Xanana elogia Austrália por retirar acusação contra Bernard Collaery

Xanana elogia Austrália por retirar acusação contra Bernard Collaery

DÍLI, 08 de julho de 2022 (TATOLI) – Xanana Gusmão elogiou o Primeiro-Ministro australiano, Anthony Albanese, por retirar a acusação judicial contra Bernard Collaery.

“Escrevi ao Primeiro-Ministro da Austrália, Anthony Albanese, agradecendo-lhe e ao seu Governo, pela decisão tomada no interesse da justiça e da relação de amizade entre Timor-Leste e a Austrália”, afirmou Xanana Gusmão num comunicado a que a Tatoli teve hoje acesso.

No comunicado lê-se que, Xanana Gusmão defendeu que “a decisão do Executivo australiano em retirar a acusação é fundamentada, justa e acertada para a relação entre os dois países. A decisão permite também que os nossos países avancem de forma positiva para fortalecer a nossa relação de amizade e cooperação”.

A nota explicou ainda que Bernard Collaery estava a ser julgado por alegadas violações da legislação de segurança nacional australianas, ao revelar que os serviços de inteligência australianos colocaram escutas no gabinete governamental timorense, durante as negociações de petróleo e gás entre a Austrália e Timor-Leste.

Xanana Gusmão considerou que as escutas a Timor-Leste, realizadas com fins comerciais, foram ilegais e inconcebíveis.

O ex-Presidente da República de Timor-Leste disse que o povo timorense agradece a coragem demonstrada por Collaery e apoiou a posição que este tomou nesta matéria.

“Collaery e o seu cliente, conhecido como Testemunha K, são muito respeitados em Timor-Leste. Reconhecemos a sua enorme contribuição na nossa luta para alcançar as fronteiras marítimas permanentes com a Austrália no Mar de Timor, acrescentou.

O negociador principal para a Delimitação Definitiva das Fronteiras Marítimas, lembrou ainda que o atual Chefe do Estado timorense, Ramos Horta, trabalhou incansavelmente para que a acusação fosse interrompida.

O líder nacional reconheceu também a contribuição da sociedade civil na Austrália e em todo o mundo, tais como ativistas, advogados, académicos, deputados, e outros apoiantes de Timor-Leste, quando fizeram campanha para que este processo fosse arquivado.

Já o Procurador-Geral da Austrália, Mark Dreyfus, avançou que a decisão tomada para retirar a acusação contra Bernard Collaery é do interesse da segurança nacional do país e próprio de uma boa administração da justiça.

Decidi, portanto, exercer o meu poder para não prosseguir com a acusação do Collaery, referiu.

Mark Dreyfus salientou que esta decisão foi tomada pelo compromisso do Governo em proteger os interesses nacionais da Austrália, incluindo a sua segurança nacional e as relações com os países vizinhos.

Jornalista: Afonso do Rosário

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!