iklan

POLÍTICA, INTERNACIONAL, HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE

MNEC: “Busca dos restos mortais dos heróis timorenses depende da Indonésia”

MNEC: “Busca dos restos mortais dos heróis timorenses depende da Indonésia”

Ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação (MNEC), Adaljiza Magno. Imagem/Egas Cristovão.

DÍLI, 13 dezembro de 2021 (TATOLI) – A Ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação de Timor-Leste (MNEC), Adaljiza Magno, disse hoje que o Governo já estabeleceu um contacto diplomático com a Indonésia para procurar os restos mortais dos heróis nacionais, mas a Indonésia ainda não forneceu informações detalhadas.

“Fizemos o contacto e todos os esforços possíveis, mas a Indonésia não forneceu informações concretas. Já falámos diplomaticamente sobre o assunto. Infelizmente, a Indonésia ainda não deu certezas. Portanto, continuamos a esperar”, disse a ministra, à margem da cerimónia de entrega da carta credencial do novo Embaixador da Indonésia, Okto Dorinus Manik, ao Presidente da República, no Palácio Presidencial, em Aitarak-Laran, Díli.

Recorde-se que o ex-Embaixador da Indonésia em Timor-Leste, Sahat Sitorus, já tinha assumido o compromisso de ajudar o Executivo timorense na busca dos restos mortais dos heróis, um deles o ex-Presidente Nicolau Lobato.

Já o Presidente do Conselho dos Combatentes da Libertação Nacional (CCLN), Vidal de Jesus ‘Riak Leman’, tinha antes pedido ao Governo que continuasse a cooperar com o Governo da Indonésia para que apurassem o paradeiro dos restos mortais de Nicolau Lobato, David Alex ‘Daitula’, Mau Hudo, entre outros.

O presidente referiu ainda que o CCLN e o Governo timorense têm a mesma preocupação em procurarem os restos mortais dos líderes timorenses.

O presidente recomendou ainda ao Governo timorense que continuasse a procurar o corpo dos líderes nacionais. “Se o Governo da Indonésia guarda os corpos de Nicolau Lobato, Daitula, Mau Hudo, espero que um dia os entregue ao Estado timorense”, realçou.

Já Alarico ‘Daitula’, filho de ‘Daitula’, se mostrou insatisfeito com o facto de ainda não terem sido encontrados os restos mortais do pai e de os governantes não ouvirem os seus pedidos.

“Mesmo assim, sinto-me satisfeito com a vitória de Timor-Leste, mesmo com a morte do meu pai e de outros timorenses durante a guerra”, referiu.

Notícia relevante: CCLN pede a Governo que coopere com Indonésia para encontrar restos mortais dos líderes timorenses

Jornalista: Afonso do Rosário

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!