iklan

INTERNACIONAL, ECONOMIA, HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE

MTCI e linhas ministeriais criam conceito para utilização de Tais como uniforme nacional

MTCI e linhas ministeriais criam conceito para utilização de Tais como uniforme nacional

Estudantes do DIT.

DÍLI, 06 de dezembro de 2021 (TATOLI) – O Ministério do Turismo, Comércio e Indústria (MTCI) e as linhas ministeriais criaram um conceito, que divulgaram  num programa de talk show, sobre a utilização do Tais como uniforme nacional.

“A Direção Nacional da Indústria Manufatureira tem o papel de promover a indústria manufatureira no país, sobretudo a do Tais. Contudo, esta questão é um assunto transversal e, por isso, já orientei os diretores-gerais, nacionais e as suas equipas para discutirem o assunto com outros ministérios relevantes”, afirmou o Ministro do Turismo, Comércio e Indústria, José Lucas da Silva, à margem da discussão na especialidade do Orçamento Geral do Estado (OGE) de 2022, no Parlamento Nacional, em Díli.

Segundo o governante, a equipa técnica é composta pela Comissão da Função Pública, pelos ministérios do Turismo, Comércio e Indústria (MTCI), da Educação, Juventude e Desporto (MEJD), do Ensino Superior, Ciência e Cultura (MESCC), da Agricultura e Pescas (MAP) e da Administração Estatal (MAE), pelos gabinetes do Presidente da República e do Primeiro-Ministro, pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e a Cultura (UNESCO), pela Timor Aid e pela Fundação Alola.

José Lucas da Silva destacou a necessidade de criar um conceito antes da deliberação do Conselho de Ministros.

“De acordo com o resultado da discussão preliminar, se possível, usaremos o Tais na confeção de uniformes para funcionários públicos e estudantes”, acrescentou.

Já o Diretor Nacional da Indústria Manufatureira, Egídio Guimarães, pediu, no passado dia 26 de setembro, ao Ministro José Lucas da Silva que apresentasse o Programa “Uniforme Nacional” no Conselho de Ministros.

O dirigente referiu ainda a importância da utilização do Tais para fabricar uniformes nacionais, de modo a consolidar e promover a identidade timorense no mundo.

Egídio Guimarães sublinhou também que este programa poderá criar postos de trabalho, sobretudo para as mulheres nas áreas rurais.

O Diretor-Geral da Secretaria de Estado da Arte e Cultura, Manuel Smith, tinha antes revelado que a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO, em inglês), sediada em Paris, reconhecerá, no próximo dia 16 de dezembro, o tecido tradicional timorense, ou Tais, como Património Cultural Imaterial da Humanidade.

A UNESCO já tinha registado o Tais como património de Timor-Leste com o número 1688.

Jornalista: Isaura Lemos de Deus

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!