iklan

DÍLI, HEADLINE, NACIONAL, NOTÍCIAS DE HOJE

Órgãos eleitorais e PNUD discutem preparativos das eleições presidenciais no âmbito da pandemia da covid-19

Órgãos eleitorais e PNUD discutem preparativos das eleições presidenciais no âmbito da pandemia da covid-19

Órgãos eleitorais e PNUD discutem preparativos das eleições presidenciais no âmbito da pandemia da covid-19.

DÍLI, 16 de setembro de 2021 (TATOLI) – A Comissão Nacional de Eleições (CNE), o Secretariado Técnico da Administração Eleitoral (STAE) e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) realizaram um seminário com o objetivo de discutirem os preparativos das eleições presidenciais de 2022 tendo em conta a pandemia do novo coronavírus.

O Diretor-Geral do STAE, Acilino Manuel Branco, disse que, durante o encontro, foi também  discutido o mecanismo de votação em linha no âmbito da pandemia, o que irá depender da rede de internet.

“O encontro serviu para abordar o mecanismo que permitirá aos cidadãos irem às urnas na época das eleições no âmbito da pandemia”, afirmou o Diretor-Geral do STAE, Acilino Manuel Branco, aos jornalistas, depois do encontro em linha com o Instituto para a Democracia e Assistência Eleitoral (IDEA).

Também o especialista do IDEA, Michael Mali, revelou que é necessário envolver as linhas ministeriais para um trabalho resiliente e adaptado à pandemia da covid-19 no processo das eleições presidenciais  de 2022.

Michael Mali pediu às autoridades eleitorais timorenses que evitassem uma campanha aberta pois levará à aglomeração de pessoas.

“Timor-Leste deve realizar as eleições em linha, aumentar a taxa de vacinação no país e garantir que todos os eleitores recebem a vacinação completa, com o objetivo de evitar a propagação da covid-19”, recomendou a Ministra da Saúde.

A Diretora-Geral da Prestação de Serviços de Saúde, Odete Viegas, revelou que é muito importante para a população ir vacinar-se.

“É preciso ter um plano de contingência entre as linhas ministeriais no futuro e os cidadãos têm de estar vacinados para realizar as eleições com sucesso”, sugeriu.

Odete Viegas referiu ainda que o protocolo de saúde tem de ser cumprido durante a campanha e eleições, pois haverá aglomeração e concentração de pessoas, bem como contato físico nos centros de votação.

O Governo japonês disponibilizou 4 milhões de dólares americanos para executar, através do PNUD, o programa de elaboração de um manual das eleições e a reabilitação e contrução de edifícios da CNE no país.

Jornalista: Jesuína Xavier

Editor: Zezito Silva

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!