iklan

ECONOMIA, HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE

Grávidas e crianças vão ter subsídios do Governo

Grávidas e crianças vão ter subsídios do Governo

Crianças timorenses. Imagem Tatoli/António Gonçalves.

DÍLI, 01 de setembro de 2021 (TATOLI) –  O Governo  aprovou hoje a criação dos subsídios para mulheres grávidas e  para crianças, no âmbito do Bolsa da Mãe – Nova Geração.

O projeto, que inclui a primeira alteração ao decreto-lei  nº18/2012, de 4 de abril,   foi apresentado pela Vice-Ministra da Solidariedade Social e Inclusão, Signi Chandrawati Verdial.

O objetivo da alteração é reformar o programa “Bolsa da Mãe” para que gere “um impacto mais significativo na redução da pobreza e na promoção do capital humano nacional”, justificou o ministro da Presidência do Conselho de Ministros, Fidélis Magalhães.

O governante salientou  que o “Bolsa da Mãe” passa a integrar duas prestações adicionais: um apoio social durante  a gravidez e outro na  primeira infância. O objetivo, explicou, é  melhorar a saúde,  a nutrição materna e infantil, promover a inclusão económica e fomentar a economia local.

O ministro referiu ainda que o programa vai ser implementado de forma faseada e que vai ser dada prioridade às  áreas geográficas com maior índice de pobreza e má nutrição para que haja maior  proteção na gravidez e na primeira infância.

Este programa vai arrancar no próximo ano, em 2022, nos municípios de Ainaro e Bobonaro e na Região Administrativa Especial Oé-Cusse Ambeno (RAEOA).  Será depois alargado, de forma progressiva, a todo o território nacional.

“Em 2023, o Bolsa da Mãe – nova geração irá abranger-se aos municípios de Covalima, Liquiçá, Manatuto e Viqueque. Os municípios de Manufahi, Ermera, Baucau, Aileu e Lautém serão incluídos no programa em 2024. Finalmente, o Bolsa da Mãe irá ser alargado ao município de Díli em 2025”, explicou.

Jornalista: Domingos Piedade Freitas

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!