iklan

JUSTIÇA, NOTÍCIAS DE HOJE

Férias judiciais no início do próximo mês de agosto

Férias judiciais no início do próximo mês de agosto

Presidente do Tribunal de Recurso, Deolindo dos Santos. Imagem da Tatoli/Antonio Goncalves.

DÍLI, 27 de julho de 2021 (TATOLI) – O Presidente do Tribunal de Recurso de Timor-Leste, Deolindo dos Santos, disse hoje que as férias judiciais serão entre o dia 01 de agosto e 15 de setembro deste ano.

“Informei o Presidente da República, Francisco Guterres Lú Olo, que, a partir do dia 01 de agosto até 15 de setembro, o Tribunal funcionará parcialmente, pois estamos no período de férias judiciais. Assim, cada juiz e oficial de justiça tem, nesta ocasião, o direito  a gozar os seus 25 dias de férias”, explicou o Presidente do Tribunal de Recurso, em declarações aos jornalistas, após o término do encontro com o Chefe de Estado, no Palácio Presidencial.

Deolindo dos Santos salientou ainda que o Tribunal exercerá apenas funções em processos urgentes, como providências cautelares, disputas de terreno, processos sumários e primeiros interrogatórios.

O Presidente do Tribunal adiantou também que, durante o encontro, informou o Chefe de Estado sobre o trabalho normal durante a cerca sanitária e a gestão do trabalho parcial.

O Presidente do Tribunal de Recurso acrescentou que o Presidente da República recomendou ao Tribunal que assegurasse o trabalho para garantir o acesso da população à justiça.

O Tribunal terá esta questão em conta, já que o mapa de férias dos juízes e dos oficias de justiça será aprovado no Conselho Superior Judicial do Tribunal de Recurso.

“Relatei ainda a construção do edifício do Tribunal de Díli, que atingiu os 25%. Estamos a esforçar-nos para terminar a construção este ano”, concluiu.

Recorde-se que o lançamento da primeira pedra para a construção do novo edifício do Tribunal Distrital de Díli teve lugar a 25 de novembro de 2020.

O novo edifício do Tribunal Distrital de Díli será construído em Caicoli e terá dois andares com várias salas, nomeadamente salas de audiência de julgamento, destinadas aos juízes, procuradores, defensores, oficiais da justiça, população, entre outras.

A obra está a cargo da empresa de construção chinesa Shandong International Economic and Technical Cooperation Group, Ltd e a supervisão será realizada pela empresa de consultoria Dacrea, em colaboração com a Archtimor Engineering Consultants (AEC). O custo previsto é de cerca de 10,9 milhões de dólares americanos e o prazo de conclusão tem a data de março de 2022.

Jornalista: Domingos Piedade Freitas

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!