iklan

EDUCAÇÃO, DÍLI, HEADLINE, NOTÍCIAS DE HOJE

FSPDD apoiou formação de 39 jovens em ecoturismo e hotelaria

FSPDD apoiou formação de 39 jovens em ecoturismo e hotelaria

Imagem google

DÍLI, 21 de agosto de 2021 (TATOLI) – A Fundação São Paulo da Diocese de Díli (FSPDD) apoiou a formação de 39 jovens nas áreas do ecoturismo e hotelaria, durante três meses, realizada pela Agência de Desenvolvimento de Timor-Leste (EDTA).

“Os jovens frequentaram formação profissional durante três meses nas áreas da culinária e do ecoturismo”, disse o presidente da FSPDD, Padre Augusto Martins, à TATOLI, na Rádio Timor Kmanek, em Ailok Laran.

O sacerdote afirmou que os jovens estão a trabalhar no cultivo de produtos locais na Fundação São Paulo da Diocese de Díli e estão também a desenvolver o ecoturismo, como as esplanadas em Dare para que os visitantes as possam utilizar quando necessário.

“Estas esplanadas são utilizadas, pois há retiros e encontros de muitos grupos em Dare. O local apresenta um ambiente diferente para muitas pessoas”, salientou.

Já o diretor da Agência de Desenvolvimento de Timor-Leste (ETDA, em inglês), Januário Neto Moc, reconheceu que a fundação enviou, em 2019, mais de 30 jovens para a formação em hotelaria e turismo.

Por outro lado, a Secretaria de Estado da Juventude e Desporto (SEJD) e a Agência de Desenvolvimento de Timor-Leste (ETDA) apoiaram a formação a jovens na área da hotelaria  para a criação de autoemprego.

“O programa tem o objetivo de promover a capacidade e competências dos jovens na área da hotelaria. Estes formandos podem trabalhar no setor do turismo. A hospitalidade é um setor produtivo que pode garantir a sustentabilidade do desenvolvimento”, afirmou o Secretário de Estado da Juventude e Desporto, Abrão Saldanha, em Fatuhada.

O governante pediu aos formandos para aproveitarem esta oportunidade de formação. É necessário responsabilizar os jovens para que transformem o que aprenderam em ações concretas. Devem, também, mostrar criatividade”, referiu.

Os 40 jovens foram selecionados em nove municípios: Ainaro, Aileu, Baucau Bobonaro, Díli, Ermera, Liquiçá, Lautém e Manatuto. A formação decorrerá ao longo de três meses na ETDA.

Já a ex-formanda Felícia Ramalha afirmou que usufruiu da oportunidade de formação apoiada financeiramente pela União Europeia e pela FSPDD na área do turismo.

Ex-formanda Felícia Ramalha/Imagem Jesuína Xavier.

“Estudámos a área do turismo, principalmente gastronomia. Temos agora a oportunidade de  criar uma cantina. Estamos satisfeitos com os benefícios da formação”, afirmou.

Ramalha explicou que a cantina usa produtos agrícolas de  Dare, como abóbora e hortaliças, para elaborar várias receitas e produtos gastronómicos.

“Muitas pessoas têm vindo ao nosso cantinho. Os ministérios e organizações não governamentais vieram encomendar alimentos. Preparamos tudo e estamos satisfeito por isso”, concluiu.

Jornalista: Jesuína Xavier

Editor: Zezito Silva

 

 

 

 

 

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!