iklan

NOTÍCIAS DE HOJE, SAÚDE

CIGC: mais 31 casos de covid-19 e vacinação completa dispensa autorização excecional 

CIGC: mais 31 casos de covid-19 e vacinação completa dispensa autorização excecional 

A chegada da vacina da AstraZeneca no Aeroporto Internacional Nicolau Lobato. Imagem Tatoli/António Goncalves.

DÍLI, 11 de junho de 2021 (TATOLI) –  O Centro Integrado de Gestão de Crise (CIGC) anunciou hoje que Timor-Leste registou mais 31 casos do novo coronavírus e 164 recuperações, relatando ainda que as pessoas com vacinação completa não precisam da autorização excecional do Diretor do CIGC, o Brigadeiro General das Forças Armadas Falintil-Forças de Defesa de Timor-Leste (F-FDTL), João Miranda “Aluk” para circularem.

Relativamente às infeções detetadas hoje, Díli conta com 22 casos, Baucau, Bobonaro e Ermera dois cada e Viqueque três.

O Coordenador da Força Tarefa para a Prevenção e Mitigação do Surto de Covid-19, Rui de Araújo, revelou que a proporção de infetados com sintomas é de 19,3%. Entre os novos infetados, 17 são homens e 14 mulheres.

O país regista atualmente 1.616 infeções ativas, 8.145 casos confirmados, 18 óbitos e 6.511 recuperações desde o surgimento do vírus.

O Laboratório Nacional de Saúde efetuou, desde ontem, 588 testes, 282 dos quais no seguimento de pedidos de autorização para sair do município de Díli, 28 de vigilância de sentinela, quatro do rastreio de contactos, 191 de rastreios aleatórios, 76 para viagens internacionais e sete em quarentenas.

De acordo com o dirigente, no centro de isolamento de Vera Cruz, encontram-se 26 doentes – três na área de obstetrícia e 23 na sala de medicina interna, entre os quais quatro graves, 12 moderados e sete ligeiros.

No que toca às pessoas com vacinação completa contra a covid-19, Rui de Araújo adiantou que não necessitarão do pedido excecional do CIGC.

Notícia relevante: MS: Pessoas com vacinação completa precisam de duas semanas antes de circularem livremente

“Informo a toda a população que os que já receberam a segunda dose de qualquer tipo de vacina contra a covid-19, reconhecida pela Organização Mundial de Saúde, podem circular livremente para fora da cerca sanitária e não precisam da autorização excecional do Diretor CIGC”, revelou Araújo, num comunicado.

Recorde-se que a Diretora-Geral da Prestação de Serviços de Saúde do Ministério da Saúde (MS), Odete Viegas, tinha antes dito que as pessoas com a vacinação completa contra a covid-19 necessitariam de duas semanas antes de poderem circular livremente.

Notícia relevante: Covid-19: Mais 256 recuperações e 79 casos, maioria em Díli

Jornalista: Isaura de Deus Lemos

Editora: Maria Auxiliadora

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!