iklan

ÚLTIMAS NOTÍCIAS, INTERNACIONAL, DÍLI, NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA, NOTÍCIAS DE HOJE, Uncategorized

Chegam a Timor-Leste 35 timorenses que ficaram retidos na Malásia

Chegam a Timor-Leste 35 timorenses que ficaram retidos na Malásia

Avião da Malindo Airways. Imagem/Evaristo Martins.

DÍLI, 24 de abril de 2021 (TATOLI) – Um avião da Malindo, proveniente da Malásia, aterrou hoje, às 12h30, no Aeroporto Internacional Presidente Nicolau Lobato, em Díli, com 35 passageiros timorenses que, na sequência da viagem de 18 de abril, realizada na mesma companhia aérea, ficaram retidos em Kuala Lumpur.

Pedro Carrascalão, um dos responsáveis pela viagem, explicou hoje que este voo permitiu repatriar os 35 timorenses que, ao chegarem a Kuala Lumpur, não puderam continuar as suas viagens para Europa. Apenas 17 timorenses com passaportes portugueses puderam fazê-lo.

“Atualmente, um cidadão infetado com covid-19 ainda está em isolamento na Malásia, o que significa que não pode ir para Portugal nem voltar para Timor-Leste”, avançou Pedro Carrascalão, em declarações aos jornalistas, no Aeroporto Internacional Nicolau Lobato.

Segundo Pedro Carrascalão, estes 35 cidadãos timorenses ficaram, durante uma semana, alojados num hotel do aeroporto da Malásia e gastaram cerca de 20 mil dólares americanos, 10 mil disponibilizados por si e a outra metade pela Malindo.

Questionado sobre o custo deste voo, Pedro Carrascalão disse que a companhia aérea pediu que não fosse divulgado o valor.

“Penso que foi com a minha ajuda que estes 35 passageiros timorenses não foram detidos”, referiu.

Um documento do Alto Comissariado Britânico em Kuala Lumpur, na Malásia, a que a Agência Tatoli teve acesso, refere  “uma tendência emergente de portadores de passaportes de Timor-Leste em trânsito em Kuala Lumpur com destino final ao Reino Unido”.

Indica, no âmbito desta tendência, bilhetes reservados recentemente para visitar familiares no Reino Unido, com pouca ou nenhuma bagagem, sem passagem de volta, mas com evidência de voo para Lisboa, em Portugal. Aponta ainda a má qualidade dos resultados dos testes à covid-19 e a falta de domínio da língua inglesa.

Recorde-se que um voo da Malindo Airways, proveniente da Malásia, chegou a 18 de abril a Díli com 73 timorenses oriundos de vários países e partiu com 90 passageiros.

Notícia relevante: Malindo pede autorização a AACTL para repatriar 35 cidadãos timorenses no próximo sábado

TATOLI

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!