iklan

NACIONAL, NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA, NOTÍCIAS DE HOJE

Governo pede a empresários colaboração na limpeza e reparação dos danos causados pelas cheias

Governo pede a empresários colaboração na limpeza e reparação dos danos causados pelas cheias

Cheias em Díli. Imagem Tatoli/António Gonçalves.

DÍLI, 05 de abril de 2021 (TATOLI) – O Ministro da Presidência do Conselho de Ministros (MPCM), Fidélis Manuel Leite Magalhães, disse que o Governo timorense fez já um pedido aos empresários nacionais e internacionais que mobilizassem meios e máquinas pesadas para ajudarem nas operações de limpeza e de reparação dos estragos causados pelas cheias deste domingo que assolaram todo o território, em particular Díli.

Segundo Fidélis Magalhães, os ministérios do Plano e Ordenamento (MPO) e das Obras Públicas (MOP) pediram já às empresas que interviessem rapidamente com máquinas pesadas para fazer face aos estragos significativos em várias infraestruturas.

“Os ministérios relevantes pediram auxílio às empresas que fizessem uso das suas máquinas pesadas para nos ajudar nas operações de limpeza e de reparação. Foram danificadas várias infraestruturas, nomeadamente valetas e troços de estradas”, disse Fidélis, esta segunda-feira (05/04), aos jornalistas, à margem do encontro da Comissão Interministerial sobre a avaliação da proteção civil e desastres naturais, no Palácio do Governo, em Díli.

Fidélis adiantou ainda que o Executivo pediu também às entidades em causa que entrassem em contacto com o MPO e MOP para se envolverem nas operações de limpeza, remoção e de reparação face aos estragos significativos causados pelas cheias deste último domingo que vitimou já 28 pessoas e deixou centenas de deslocados.

Recorde-se que as operações de limpeza e de reparação arrancaram no passado domingo para fazer face aos danos provocados pelas inundações, causando deslizamentos de terra, o abatimento de vários troços de estradas em todo o território.

Também o presidente da Câmara do Comércio e Indústria de Timor-Leste (CCI-TL), Óscar Lima, apelou à participação de todos os empresários que possuem equipamentos e veículos pesados para que participassem nas operações de limpeza na capital.

 Acrescentou que da sua parte se coordenará com as autoridades municipais de Díli para levar por diante toda a operação de limpeza e de reparação dos danos causados pelas últimas cheias.

“Peço aos empresários locais que deem apoio humanitário às vítimas deste desastre natural, por intermédio da Secretaria de Estado da Proteção Civil”, concluiu.

Jornalista: Antónia Gusmão

Editora: Júlia Chatarina 

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!