iklan

ÚLTIMAS NOTÍCIAS, JUSTIÇA, DÍLI, NACIONAL, NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA, NOTÍCIAS DE HOJE

Riak Leman: Nove pessoas acusadas de falsificação de documentos para obterem pensões de veteranos

Riak Leman: Nove pessoas acusadas de falsificação de documentos para obterem pensões de veteranos

DÍLI, 22 de fevereiro de 2021 (TATOLI) – O Presidente do Conselho dos Veteranos da Libertação Nacional, Vidal de Jesus “Riak Leman”, disse que já nove pessoas foram constituídas arguidas por terem alegadamente forjado diversos documentos para obtenção de pensões dos veteranos.

“No total, cerca de 500 pessoas falsificaram vários documentos para se fazerem passar por veteranos e, assim, poderem receber a respetiva pensão do Estado. A maioria dos casos foi entregue ao Ministério Público, enquanto outros estão a ser alvo de investigação por parte da Polícia Científica de Investigação Criminal (PCIC). Nove viriam a ser acusados do crime de falsificação de documentos, cumprindo agora penas de prisão”, disse Vidal de Jesus “Riak Leman”, à Agência Tatoli, no seu local de trabalho, em Obrigado Barak, Matadouro.

Notícia relevante : Presidente timorense preocupado com falsificação de documentos de pensões de veteranos

Segundo Riak Leman, o crime de falsificação de documentos não se restringe apenas a 500 suspeitos, mas a um número superior a 3 mil.

“Falei já com os responsáveis e transmiti-lhes que são cerca de 3 mil os indivíduos,  suspeitos de forjarem documentos para se fazerem passar por veteranos. Por isso, importa investigar”, referiu.

Riak Leman salientou ainda que o Conselho dos Veteranos está atualmente a ir ao encalce daqueles que tentam falsificar  diferentes documentos para obterem as pensões do Estado.

O responsável do Conselho dos Veteranos revelou, por outro lado, que as listas onde constam os nomes dos principais suspeitos foram já entregues ao Ministério Público.

Notícia relevante : Lista com mais de 500 nomes de veteranos falsos entregue a Ministério Público

“Se o processo de investigação levado a cabo pelo Ministério Público provar que houve crime de falsificação de documentos, então deveremos responsabilizar os autores à luz da lei”, afirmou Riak Leman.

“Segundo a Comissão de Verificação,  após a análise dos dados, verificou-se que muitos autores não preenchiam os requisitos, além de terem mentido sobre a sua participação no processo de luta pela libertação da pátria”, lembrou.

O veterano Riak Leman apelou, por último, à população que não forjasse documentos para se fazerem passar por veteranos e, deste modo, receberem a respetiva pensão do Estado.

Notícia relevante : PGR mantém investigação de falsificação de documentos de veteranos

Jornalista: Arminda Fonseca

Editor: Cancio Ximenes/Tradutor : Zezito Silva

 

 

 

iklan
iklan

Leave a Reply

iklan
error: Content is protected !!